ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  25    CAMPO GRANDE 22º

Comportamento

Xodó de Antonio João, cachorrinho Fióte morre 7 meses após o dono

Cachorrinho estava sendo cuidado pelo ex-motorista em chácara doada pelo empresário e ex-senador

Por Ana Paula Chuva | 11/05/2024 15:10
Fióte na chácara onde morava com Fernando em março deste ano (Foto: Henrique Kawaminami)
Fióte na chácara onde morava com Fernando em março deste ano (Foto: Henrique Kawaminami)

Morreu na manhã deste sábado (11), o cachorrinho “salsicha” que era o xodó do ex-senador e influente empresário da comunicação, Antonio João Hugo Rodrigues. Fióte estava sob os cuidados e ex-motorista do empresário, José Fernandes Osórios Dantas, o Fernando, e os dois moravam em uma chácara na saída para Rochedo, em Campo Grande.

Fióte foi encontrado morto por Fernando às 10h. O cãozinho estava deitado perto de uma cerca em meio a folhas caídas. Ao Campo Grande News, o tutor do cachorro estranhou ele estar muito quieto e foi procurá-lo. O encontrou já sem vida e acredita que ele tenha infartado.

"Estranhei. Ele ficava sempre no meu pé. Quando vi ele estava encostado quietinho na cerca, já morto. A gente fica triste né? Não foi cobra, acho que foi infarto. Mas tem que se conformar, não tem outro jeito", declarou Fernando.

O cachorro foi dado por um familiar ao empresário que morreu dia 18 de setembro do ano passado. Na época, ele tinha perdido dois cães que viviam em um pesqueiro no Pantanal. Ambos foram devorados por jacarés. Fióte então passou a ser o xodó de Antonio João e esteve com o ex-senador até o fim da vida, inclusive esteve no velório do dono.

Fióte foi encontrado morto perto de uma cerca nesta manhã (Foto: Direto das Ruas)
Fióte foi encontrado morto perto de uma cerca nesta manhã (Foto: Direto das Ruas)

Fernando recebeu a “honra” de cuidar do cãozinho quando Antonio João ainda estava vivo. Em entrevista ao Campo Grande News em março deste ano, ele contou que estava com o então patrão na chácara quando a missão lhe foi dada. Em seguida, a propriedade de cinco hectares também foi doada ao motorista.

“A gente estava sentado no sofá, aqui na chácara, e ele disse: você vai cuidar desse cachorrinho para mim, sei que vai ficar em boas mãos. Ele sabia que a situação dele não estava fácil. Não tinha mais jeito”, disse Fernando.

Hoje, 145 dias depois da morte do ex-senador, Fernando se despede de Fióte.

Fióte no colo de Fernando durante velório de Antonio João (Foto: Marcos Maluf | Arquivo)
Fióte no colo de Fernando durante velório de Antonio João (Foto: Marcos Maluf | Arquivo)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias