ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 22º

Consumo

Alimentação natural é opção de vida saudável até para cachorro

Donos investem em alimentos naturais, comida fresca e nutritiva para todos os pets

Por Letícia Ávila | 13/03/2021 08:25
Petiscos naturais ajudam não só na nutrição, como também no adestramento animal (Foto: Arquivo Pessoal)
Petiscos naturais ajudam não só na nutrição, como também no adestramento animal (Foto: Arquivo Pessoal)

Engana-se quem pensa que a alimentação saudável é preocupação apenas para pessoas. Para trazer saúde e longevidade para seus pets, cada vez mais donos investem em uma alimentação natural, não industrializada, para aumentar a imunidade e favorecer o bem-estar animal.

Petiscos naturais, feitos com legumes, como abóbora e beterraba, e frutas específicas, contribuem não só para a alimentação como também para o treinamento. Existe até mesmo alimentação natural balanceada feita para cada animal, pensando no porte e até mesmo se ele tem alguma doença.

A médica veterinária preventiva e nutróloga, Gisele Crepaldi, explica que, diferente da alimentação industrializada, feita com farinha de trigo, aditivos e açúcares, a alimentação natural possui mais nutrientes que contribuem para a saúde animal. “A alimentação natural é um alimento úmido, livre de aditivos, feito com alimentos frescos e com proporções adequadas de proteínas, gorduras e carboidratos. Melhora saúde renal, aumenta longevidade, melhora qualidade da pele e dos pelos”.

Receita de petiscos naturais da jornalista Elusa faz sucesso entre os doguinhos (Foto: Arquivo Pessoal)
Receita de petiscos naturais da jornalista Elusa faz sucesso entre os doguinhos (Foto: Arquivo Pessoal)
As receitas naturais contribuem para a saúde e longevidade animal (Foto: Arquivo Pessoal)
As receitas naturais contribuem para a saúde e longevidade animal (Foto: Arquivo Pessoal)
Turminha espera ansiosa pelos petiscos naturais, aprendendo assim boas maneiras (Foto: Arquivo Pessoal)
Turminha espera ansiosa pelos petiscos naturais, aprendendo assim boas maneiras (Foto: Arquivo Pessoal)

A jornalista Elusa Prado, ao não encontrar petiscos naturais para seus cães, resolveu ela mesma produzir os seus. Elisa elaborou duas receitas, feitas com abóbora cabotiã e cenoura e batata-doce e beterraba. Ela fez vários testes, com os doguinhos como juízes. Resultado: eles aprovaram. “Pra mim, é um estilo de vida que quero ter pra mim e também pra eles, pois acho que quanto menos química a gente ingerir, melhor para o organismo, e quanto mais felizes eles estiverem, mais eu estarei também”.

Ao ver Bethoven, um cão idoso que foi resgatado da rua, Elusa não pensou duas vezes em adotá-lo. “Ninguém adota idoso, né? Pelo menos vou dar uma velhice decente pra ele”. Elusa resgatou Bethoven e quis investir nos petiscos como forma de amenizar o sofrimento e proporcionar mais bem-estar para ele. “Ele tem mais de dez anos, câncer em duas patinhas, mas é o bichinho mais carinhoso do mundo. Eu vejo o quanto ele sofre e a alimentação saudável traz mais qualidade de vida e longevidade para os cachorros”.

Bethoven foi resgatado das ruas, mas é um sobrevivente (Foto: Arquivo Pessoal)
Bethoven foi resgatado das ruas, mas é um sobrevivente (Foto: Arquivo Pessoal)
Idoso com câncer nas duas patinhas, cachorro é exemplo de que a comida saudável faz bem (Foto: Arquivo Pessoal)
Idoso com câncer nas duas patinhas, cachorro é exemplo de que a comida saudável faz bem (Foto: Arquivo Pessoal)

O petisco, além de ser saboroso e saudável, também ajuda no treinamento e adestramento pet. “Os meus cães, inclusive, sempre recebem o petisco quando vão passear ou quando aprendem algo novo, é bem legal”, ela ressalta.

Nessa época de calor, as frutas também são ótimas opções de petiscos naturais, pois são ricas em vitaminas e minerais. A veterinária Gisele tem até receita saborosa e saudável pro pet: “Podem ser oferecidas in natura ou até fazer picolé nos dias de calor. Para fazer o picolé, utilizar iogurte natural ou água de coco, colocar em forminhas e acrescentar as frutas em pedaços”.

Tem até dieta personalizada para seu pet, sabia?! A alimentação saudável balanceada é uma opção de comida nutritiva para cães e gatos. A médica veterinária Gisele atua na área da nutrição e realiza dietas personalizadas para cada animal, inclusive para os que têm doenças específicas. “Faço a consulta e o cardápio, e o tutor pode ou fazer a comida ou pedir para empresas especializadas, que entregam a comida pronta mediante o cardápio”.

Alimentação natural é feita por consultoria especializada (Foto: Reprodução/Instagram)
Alimentação natural é feita por consultoria especializada (Foto: Reprodução/Instagram)

Uma das empresas que realiza este serviço é a Natural Pet, que atua no mercado desde 2017, pioneira em Mato Grosso do Sul. A empresa realiza tanto a consultoria, com a orientação nutricional e o plano dietético, quanto a entrega do alimento pronto, inclusive atuando com pacotes.

“O valor da alimentação natural pronta varia de acordo com o tipo de dieta e o porte do animal, pois quanto maior ele for, mais vai comer”, explica a proprietária da Natural Pet e zootecnista, Bruna Baches.

Para cães adultos de porte médio, por exemplo, a mensalidade fica por R$ 330,00 mensais, com uma alimentação natural de 400 gramas por dia. Para um cão adulto de porte pequeno, o valor fica em média R$ 200,00, sendo 250 gramas por dia.

Médica veterinária Gisele Crepaldi prepara cardápio nutricional especializado para cada animal (Foto: Arquivo Pessoal)
Médica veterinária Gisele Crepaldi prepara cardápio nutricional especializado para cada animal (Foto: Arquivo Pessoal)

Para as pessoas que compram a ração industrializada, a médica veterinária Gisele explica que têm opções mais benéficas para os pets que devem ser priorizadas. “Escolha uma ração Super Premium, pois terão níveis nutricionais melhores. O segredo é fugir de rações que contenham corante, antioxidantes e transgênicos. Também evitar alimentos com trigo, soja, milho, glúten, alimentos que são potenciais inflamatórios para o organismo”. As melhores rações também precisam conter 25% de proteína para cães e 35% para gatos.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário