ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 32º

Consumo

Brechó na Euclides da Cunha tem de blusa a R$ 20 até bolsa de R$ 4 mil

Loja tem 4 mil peças de grifes como Canal, Folic, Bo.Bô, Le Lis Blanc, Calvin Klein e até Louis Vuitton

Por Jéssica Fernandes | 21/10/2021 08:49
Loja tem araras com peças direcionadas ao púlico feminino. (Foto: Kísie Ainoã)
Loja tem araras com peças direcionadas ao púlico feminino. (Foto: Kísie Ainoã)

Com fama de ser um dos metros quadrados mais caros de Campo Grande, a Euclides da Cunha agora tem brechó, mas só de marcas como Maria Valentina, Folic, Avanzzo, Bo.Bô, Le Lis Blanc, Calvin Klein e até Louis Vuitton.

Inaugurada neste mês, a Peça Rara tem mais de quatro mil itens entre roupas, sapatos e acessórios femininos. Com diversos modelos, cores, tamanhos do PP ao GG, e peças que vão de R$ 20 a R$ 4 mil.

A loja na verdade é uma franquia que há mais de 10 anos surgiu em Brasília (DF). Na Capital, as amigas Karina Vargas, 41, e Vanessa Guccione, 44, estão à frente do negócio que, aos poucos, mostra as vantagens de comprar o que já foi de outro.

Com lavagem clara e escura, calças jeans tem diversidade de modelos. (Foto: Kísie Ainoã)
Com lavagem clara e escura, calças jeans tem diversidade de modelos. (Foto: Kísie Ainoã)

“Todo mundo que não conhece, chega aqui, para, pergunta em qual parte fica o brechó e não acredita quando descobre que a loja inteira trabalha com peças assim", diz Vanessa.

Antes de chegarem às mãos dos clientes, os itens passam por teste de qualidade, garante. “Nós fazemos análise para descobrir se a marca é original ou uma réplica, não aceitamos peças com qualidade ruim, mofada, rasgada. Algumas peças são até novas, como as lingeries e body.”, explica.

Amplo, o espaço do brechó traz uma série de araras que ostentam calças jeans, shorts, saias, ternos, vestidos, blusas, camisas, cintos, macacões, croppeds, além de bolsas e sapatos de grifes conhecidas.

Na sessão de sapatos, a numeração é a partir do 34 ao 39. (Foto: Kísie Ainoã)
Na sessão de sapatos, a numeração é a partir do 34 ao 39. (Foto: Kísie Ainoã)

Tem terninhos femininos a R$ 20, mas também podem chegar a R$ 220. O salto no preço ocorre porque algumas peças são de marcas famosas.

Outro achado super legal são as calças jeans que custam entre R$ 38 a 100. Com lavagem clara e escura, as peças têm as opções de corte apertado, solto, comprido na barra ou curto, de marcas como Canal e John John.

Se você prefere usar short e saia jeans, a loja também tem cabide inteiro com diversos modelos. As peças variam no tamanho do corte, então, algumas ficam acima do joelho e outras são bem mais curtinhas. Por menos de R$ 100, é possível levar as duas opções e sair feliz com o look.

Bolsa de marca é o item mais caro do brechó. (Foto: Kísie Ainoã)
Bolsa de marca é o item mais caro do brechó. (Foto: Kísie Ainoã)

Na sessão dos sapatos, tem de tudo um pouco como sapatilha, rasteirinha, salto alto, bota, tênis, coturno. Seja fechada, aberta, com ou sem tiras, os preços acompanham a faixa de R$ 33 a 85. Os tamanhos começam no 34 e seguem até 39.

Durante a tour pela loja, o único item encontrado que extrapola a faixa dos R$ 220 foi a bolsa da marca Louis Vuitton, a R$ 4 mil. Com exceção dela, as outras mercadorias saem a partir de R$ 20 e dificilmente ultrapassam R$ 300.

Quem ficou curioso para conhecer, mas tem um pé atrás com a ideia de brechó, a Karina garante que não tem nada antigo ou com qualidade ruim no local. “Com o brechó, nós queremos desmistificar aquele conceito de um lugar bagunçado e sem roupa de qualidade. Aqui, nós damos vida, sentido ao produto e ajudamos as pessoas a encontrarem sua peça rara”, afirma.

Inauguração da loja ocorreu no começo deste mês. (Foto: Divulgação)
Inauguração da loja ocorreu no começo deste mês. (Foto: Divulgação)

A Peça Rara está localizada na Rua Euclides da Cunha, 340, Jardim dos Estados. O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 9 às 18h e sábado, das 9h às 17h.

Curta o Lado B no  Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário