A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/02/2017 07:20

Mercado de pulgas quer ajudar quem mora sozinho a montar a própria casa

Paula Maciulevicius
Desapego: utensílios de cozinha bem em conta para quem está montando a própria casa. Desapego: utensílios de cozinha bem em conta para quem está montando a própria casa.

O universo para quem mora sozinho em Campo Grande ganhou um 'up'. Neste domingo, um grupo de amigos preparou o primeiro "Mercado de Pulgas da Capital. A ideia é incentivar a troca e a sustentabilidade de produtos usados e de quebra, ajudar a conseguir o essencial para uma casa. 

A proposta é do grupo do Facebook "Morando Só - Campo Grande/MS", que depois de tanto discutir detalhes de quem não divide casa com ninguém, percebeu o quanto compartilhar experiências e utensílios pode dar uma mãozinha na hora de montar a própria casa.

Uma das organizadoras do evento é a produtora cultural Ana Paula Ostapenko. "Nos debates e tópicos do grupo, percebemos que as pessoas tinham muitos desapegos, coisas que poderiam doar ou trocar. Então decidimos criar esse evento para que quem estiver montando sua casa, consiga alguns itens a um preço bem legal", explica.

Mercados de pulgas são grandes feiras e bazares que existem na Europa, onde se leva objetos antigos ou não diversos. O nome "pulga" vem justamente do que era encontrado em algumas peças. 

Decoração também entra na venda. Decoração também entra na venda.

Entre os produtos, estarão: liquidificador, ferro de passar, forma para bolo, sapatos e ventiladores, objetos de cozinha como: pratos, talheres, copos e ainda livros, itens de decoração como quadros e pôsteres feitos à mão, além de um menu gastronômico.

A culinária vegana vai estar presente com Ed Vegz, pães de fermentação artesanal à venda e smoothies de fruta para amenizar o calor.

Se vingar, a ideia é realmente funcionar como um grande mercado, onde os expositores terão itens para vários gostos, tudo seminovo em bom estado, e os visitantes podem levar alguns itens para tentar uma troca. O bom e velho "escambo", a organização mandou avisar que está liberado.

No entanto, o ideal é que quem quiser levar algo para trocar, fique com o item o evento todo, até a troca. 

Em bom estado, peças serão vendidas somente em dinheiro.Em bom estado, peças serão vendidas somente em dinheiro.
Muita coisa que não serve na casa de um, pode ser justamente o que o outro está precisando.Muita coisa que não serve na casa de um, pode ser justamente o que o outro está precisando.

"Por exemplo, se você tem uma forma de bolo em bom estado, que gostaria de trocar por alguma coisa interessante, pode levar e tentar essa troca. Mas para expor, teremos o pessoal do grupo por lá. Nossa principal intenção é fazer do evento um espaço leve e democrático, com objetivo máximo de sustentabilidade", indica Ana.

A organização também incentiva que, quem tiver muita roupa e interesse em vender, procure os tantos brechós que Campo Grande já tem, ou doe para uma instituição carente. Ao final do Mercado de Pulgas, parte dos produtos que sobrarem serão doados, com objetivo sempre de não acumular bens, e sim objetos com utilidade.

"Quem está montando casa pode encontrar coisas interessantes ou até trocar", enfatiza a produtora. É importante ressaltar que a turma não estará com maquininha de cartão, então a venda é toda no dinheiro e os compradores devem levar as próprias sacolas. 

O Mercado de Pulgas começa 9h e termina 14h, na Rua Rui Barbosa, 1821. A entrada é franca.

Curta o Lado B no Facebook

Louças entram nos produtos. Louças entram nos produtos.


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.