A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

01/03/2017 19:31

Apuração das notas começa e escolas rivais prometem manter a calma

Paula Maciulevicius
Praça do Rádio está lotada para a apuração das notas das escolas de samba (Foto: Alcides Neto)Praça do Rádio está lotada para a apuração das notas das escolas de samba (Foto: Alcides Neto)

Começou às 19h20 a apuração das notas obtidas no desfile das escolas de samba de Campo Grande no Carnaval deste ano, quando duas escolas descerão para o grupo de acesso e uma subirá para o grupo especial. Como em outros anos houve brigas entre integrantes de escolas rivais e jurados, em 2017 a promessa é que será mantida a calma.

No grupo de acesso estão as escolas Unidos do São Francisco e Unidos do Aero Rancho, enquanto que o especial é composto pela Vila Carvalho, Igrejinha, Cinderela Tradição, Deixa Falar, Catedráticos do Samba e Unidos do Cruzeiro.

Presidente da Lienca (Liga das Entidades Carnavalescas de Campo Grande), Eduardo Souza Neto, disse no palco que este foi o ano mais difícil para por as escolas na avenida, devido a transição política e a crise financeira enfrentadas.

Entretanto, ele também considerou como vitória a melhora na sonorização, cedida pelo Governo do Estado - que também repassou R$ 250 mil, o mesmo valor do ano passado.
"Eu acho que foi um Carnaval bem equilibrado em relação aos últimos três anos. A gente verificou esse comentário na avenida, então vai ser bem apertado", avalia.

No ano passado, Marisa rasgou as notas durante a apuração, mas promete manter a calma agoraNo ano passado, Marisa rasgou as notas durante a apuração, mas promete manter a calma agora
Envelopes com a notas chegaram lacrados para a apuração (Fotos: Alcides Neto)Envelopes com a notas chegaram lacrados para a apuração (Fotos: Alcides Neto)

Antes de iniciar a apuração das escolas de samba, também foi feita a apuração de cordões e blocos e definidas as regras em caso de empate. A escola que tiver nota mais alta no quesito Mestre-sala e Porta-bandeira será consagrada vencedora em caso de empate. Conforme regulamento, este foi o quesito dentre os nove que foram sorteados para critério de desempate.

Rivalidade - No ano passado, os ânimos se exaltaram entre Igrejinha e Vila Carvalho. Rivais, desta vez eles prometem seguir a avaliação do júri sem brigas. Toda de vermelho, cor da Igrejinha, a presidente Marisa Fontoura Ocampos, disse que apesar de muito nervosa, a expectativa é a melhor possível.

"A gente tem que procurar manter a calma, tomar um calmante", brinca. No ano passado, Marisa rasgou as avaliações dos jurados ao ver que a Igrejinha estava ficando atrás da Vila Carvalho.
Presidente da Carvalho, José Carlos Carvalho, resumiu que o resultado não será fácil. "E quem ganha com isso é a população de Campo Grande".

Entre as baterias já estão presentes para animar a apuração das notas, está a do Catedráticos do Samba e da Vila Carvalho. No palco, a secretária da pasta municipal de Cultura, Nilde Brum, ressaltou que a prefeitura se comprometeu a montar uma comissão para assessor o Carnaval já no próximo mês. "Já vamos começar a pensar no Carnaval 2018".



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.