ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Diversão

Concerto internacional dá play na programação do 5º Festival Mais Cultura

Cidade Universitária será tomada por uma semana inteira de intervenções artísticas

Por Danielle Valentim | 18/10/2019 06:20
Violinista Véronique Mathieu, é professora da Universidade de Saskatchewan no Canadá. (Foto: Caitlynn Salazar/KANSAN)
Violinista Véronique Mathieu, é professora da Universidade de Saskatchewan no Canadá. (Foto: Caitlynn Salazar/KANSAN)
Shah Sadikov é um dos jovens regentes mais motivados de sua geração. (Foto: Divulgação)
Shah Sadikov é um dos jovens regentes mais motivados de sua geração. (Foto: Divulgação)

Um concerto internacional dos violinistas VéroniqueMathieu e ShahSadikov abre a programação do 5º Festival Mais Cultura, às 19h30, no Teatro Glauce Rocha. O evento de sete dias contará com mais de 350 intervenções artísticas e culturais. O lançamento acontece nesta noite e a abertura oficial, na próxima segunda-feira (21), às 20h.

A violinista Véronique Mathieu, é professora da Universidade de Saskatchewan no Canadá, e o violista Shah Sadikov, nascido no Usbequistão, é professor da Fort Hays University, nos Estados Unidos.

Na abertura de segunda-feira, se apresentam a Banda Sinfônica da UFMS e a Camerata Madeiras Dedilhadas. Durante sete dias, apresentações de danças, músicas, peças teatrais, exibições de filmes e curtas-metragens, contação de histórias, mostras e exposições de fotografias tomarão conta da cidade universitária.

Neste ano, o Festival Mais Cultura traz uma série de apresentações no Teatro Glauce Rocha, onde se apresentarão os grupos Téssera Companhia de Dança da Universidade Federal do Paraná e o grupo Fluzz de dança urbana.

Além dos tradicionais concertos musicais da UFMS e apresentação da peça teatral Dom Quixote, pelo Grupo Casa, a programação inclui as visitações a monumentos.
Além dos tradicionais concertos musicais da UFMS e apresentação da peça teatral Dom Quixote, pelo Grupo Casa, a programação inclui as visitações a monumentos.
Serão sete dias, apresentações de danças, músicas, peças teatrais, exibições de filmes.
Serão sete dias, apresentações de danças, músicas, peças teatrais, exibições de filmes.
Entre os dias 22 e 24, a Universidade abre às portas para que alunos do Ensino Fundamental e Médio possam conhecer suas instalações internas.
Entre os dias 22 e 24, a Universidade abre às portas para que alunos do Ensino Fundamental e Médio possam conhecer suas instalações internas.

Além disso, o palco do teatro abrigará o 2° Fórum de Regentes de Banda de Mato Grosso do Sul, o Encontro de Coros, a 31ª Noite da Poesia, e o Festival de Música Escolar Morena. Além dos tradicionais concertos musicais da UFMS e apresentação da peça teatral Dom Quixote, pelo Grupo Casa, a programação inclui as visitações aos monumentos históricos da UFMS.

Entre os dias 22 e 24, a Universidade abre às portas para que alunos do Ensino Fundamental e Médio possam conhecer suas instalações internas, como o paliteiro, corredor central e o Estádio Morenão, acompanhados por acadêmicos de arquitetura e turismo.

Para expandir a área de conhecimento e explorar novas potencialidades individuais, também será ofertado mais de 50 oficinas, palestras e minicursos multidisciplinares, gratuitos e abertos a toda comunidade externa.

Serão diversos temas e abordagens, como as oficinas de direção cinematográfica, de escrita criativa, do ensino básico de Técnicas de Aquarela, Photoshop e InDesign no planejamento e oficina do círculo de leitores e texto dramático; e minicursos de produção de texto na universidade, confecção de artefatos líticos e palestra sobre um pequeno passeio pela história da música nos videogames.

Segundo o pró-reitor da Proece, Marcelo Fernandes, o intuito de promover ações artísticas dentro do campus é aproximar a comunidade acadêmica das produções artísticas de Mato Grosso do Sul.
“A ideia do festival é circular a produção artística interna e sensibilizar os cursos que tem menos contato com as artes, a partir dos projetos que desenvolvemos na UFMS. Assim como convidar os nossos parceiros, que também produzem arte aqui na cidade e no estado, e chama-los para se apresentarem aqui dentro”, explica.

O festival é coordenado pela Proece (Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Esporte) da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Nos siga no Google Notícias