ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 27º

Diversão

No rio ou em casa, nada abala a fé dos festeiros de São João

Celebrações pelo Banho de São João começam hoje e banho no rio Paraguai terá apenas 15 minutos.

Por Bárbara Cavalcanti | 23/06/2021 06:40
Tradicional imagem de São João decorada para as festividades. (Foto: Gilson de Carvalho)
Tradicional imagem de São João decorada para as festividades. (Foto: Gilson de Carvalho)

Festeiros e devotos de São João em Corumbá já estão com todos os preparativos a postos para realizar o tradicional Banho de São João. Devido à pandemia, festeiros poderão ir até o rio realizar o ritual por 15 minutos hoje (23) e amanhã (24), dia do santo. Quem não for para o Rio Paraguai, realizará o banho em casa assim como no ano passado.

De acordo com a jornalista Tatiana Amorim, a decoração no terreiro já está pronta e a festa, que normalmente aconteceria à noite, foi adiantada para o meio dia. “Nós vamos fazer nossas orações e depois vamos colocar o santo na frente da casa, dar à volta na fogueira e realizar o banho. Aqui na nossa casa, nós vamos cantar à Xangô”, detalha.

Tudo já está decorado, pronto para as festividades. (Foto: Gilson de Carvalho)
Tudo já está decorado, pronto para as festividades. (Foto: Gilson de Carvalho)

Na família de Tatiana, os rituais passaram de geração à geração. “Minha avó faleceu quatro anos atrás e eu tive que tomar frente, desde o falecimento dela então sou eu quem realizo. E até quando eu tiver vida, vou ver quem será o sucessor para ocupar esse lugar”, explica.

Além disso, na linha da caridade típica da umbanda, o terreiro também irá realizar distribuição de marmitas a bairros mais vulneráveis da região.

Na casa católica do devoto e festeiro Alberto Ferraz, as festividades incluem rezas. Ele mesmo vai dar o banho no santo em casa, mas classifica como conquista a liberação do município.

Na casa de Alfredo, programação inclui rezas. (Foto: Arquivo Pessoal)
Na casa de Alfredo, programação inclui rezas. (Foto: Arquivo Pessoal)

“Eu sou apaixonado pelo São João. Aqui, ele é membro da nossa família. Nossa família vive em função dele, o altar dele fica o ano inteiro. A gente tem muita fé nesse santo tão poderoso, tão milagroso. Além disso, essa festa é muito bonita, a questão cultural, o sincretismo, é uma tradição muito rica e bonita de se ver”, expressa.

Altar na casa de Alfredo fica exposto o ano inteiro. (Foto: Arquivo Pessoal)
Altar na casa de Alfredo fica exposto o ano inteiro. (Foto: Arquivo Pessoal)

Festividades - De acordo com publicação no Diário Oficial do município, cada festeiro poderá realizar o ritual do Banho do Santo de forma individual ou com no máximo cinco acompanhantes, durante 15 minutos nos dias 23 e 24 de junho no rio Paraguai. Todos deverão estar de máscara.

Por conta do toque de recolher, o ritual poderá ser realizado apenas entre 05h e 21h. O acesso à Prainha do Porto será controlado por agentes de trânsito e pela Guarda Municipal local, além de servidores da Fundação de Cultura e do Patrimônio Histórico. Está proibida a comercialização de bebidas e alimentos por comerciantes ambulantes e proprietários de barracas na Prainha do Porto Geral e região próxima.

Patrimônio -  O Banho de São João recebeu o título de Patrimônio Cultural do Brasil, o que reconhece a importância de uma das maiores festas populares de Mato Grosso do Sul, famosa pelo levantamento do Mastro de São João, roda de Cururu e Siriri, alvoradas, procissões, cortejos, novenas e, claro, pelo banho do santo no Rio Paraguai.

Em épocas antes da pandemia, a festa reunia centenas de pessoas em Corumbá e Ladário. A festa, que tem o ápice em dia 23 de junho, remete ao batismo de Jesus feito por João Batista nas águas do Rio Jordão.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário