A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

02/06/2018 07:34

Peça ''O Palhaço e a Luz'' tem a mistura da dança e do teatro neste sábado

Talentos regionais assinam o texto, a produção, a trilha sonora e a iluminação em cena

Thaís Pimenta
Thiago Moura é o palhaço Jardineiro Florisvaldo, e um dos escritores da peça. (foto: Divulgação)Thiago Moura é o palhaço Jardineiro Florisvaldo, e um dos escritores da peça. (foto: Divulgação)

A pantomima da palhaçaria e da dança moderna faz ''O Palhaço e a Luz'', que estreou ontem e continua em cartaz neste sábado, às 16h e 19h, no Teatro Glauce Rocha, com entrada gratuita.

Produzido pela Render Brasil, escrito por Fábio Flecha e Thiago Moura, com trilha de Jú Souc, designer gráfico de Flávio Sobreira, iluminação de Espedito Di Montebranco e produção de Tania Sozza, a peça promete muita qualidade.

Trata-se da história de amor contemplativo, romântico, entre o Jardineiro Florisvaldo, vivido pelo ator, palhaço e escritor da peça  Thiago Moura, e a Luz, interpretada pela bailarina Ana Carolina Brindarolli. Esse romance é vivido em um cenário lúdico e onírico com projeções e efeitos visuais que interagem com a dramatização dos atores em cena. A dança harmoniza com o resto dos elementos.

O projeto foi contemplado no Edital do Fundo Municipal de Investimento Culturais - FMIC 2017. De acordo com Thiago Moura,foram dois anos de preparação. "Fomos contemplados pelo edital FMIC de 2016 que não foi pago e acabou cancelado pela prefeitura. Ainda assim, continuamos trabalhando na peça, ajustando, revendo cenas, o texto, e procurando uma forma de montá-la, já que o edital anterior foi cancelado e levamos calote".

O resultado, ainda segundo ele, é um espetáculo de altíssima qualidade que mistura linguagens, com uma equipe técnica bastante qualificada e muitas horas de trabalho.

Florisvaldo é um jardineiro e ama suas flores, tudo vai bem até um dia que uma tempestade leva todo seu jardim. Para ajudar Florisvaldo surge a Luz em forma de bailarina e juntos eles irão construir um novo jardim.

Neste jardim são cultivadas flores de várias espécies e cores, todas são importantes para Florisvaldo. Por meio das flores coloridas, que também são personagens da história, é feita uma analogia à importância da diversidade dos seres humanos, assim como na natureza, representados por uma linda flor negra, uma amarela e uma cor de rosa florescem no jardim de Florisvaldo trazendo muita felicidade e orgulho.

O espetáculo é de classificação livre e gratuito, os ingressos podem ser retirados 30 minutos antes de cada sessão no Teatro Glauce Rocha.

Curta o Lado B no Facebook  e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.