A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

10/07/2018 06:48

Depois de mudar o estilo de vida, família vegetariana consome da própria horta

Com a permacultura e a bioconstrução, a família conquistou uma alimentação mais saudável

Thaís Pimenta
Gabriel foi quem arregaçou as mangas pela hortinha em sua casa, baseada nos conceitos de permacultura e bioconstrução. (Foto: Fernando Antunes)Gabriel foi quem arregaçou as mangas pela hortinha em sua casa, baseada nos conceitos de permacultura e bioconstrução. (Foto: Fernando Antunes)

Você não precisa de mais de dois minutos com os integrantes da jovem família formada por Gabriel Azuaga Barbosa e pela mãe Isabela Alves Nantes dos pequenos João, de 3 anos, e Maria, de 1 ano, para saber que não se trata de uma família convencional. 

O estilo de vida do casal de 24 anos é diferente da galera da mesma idade que a deles. ''A gente despertou por meio de uma bebida que comungamos por muito tempo, a ayahuasca, depois descobrimos a mecânica quântica e passamos a enxergar a realidade além do materialismo'', explica Gabriel. 

Entrar na casa do pai, que aos fins de semana se torna o refúgio de toda a família, fica explícito que essa filosofia de vida é muito mais simples do que parece. Trata-se de comer bem, alimentos que venham direto da terra, de preferência, lidar com o outro de forma a enxergar uma pessoa cheia de energias que se unem às suas, direta ou indiretamente, e tratar o outro e si próprio com amor.

Gabriel, Isabela, Maria e João formam uma família jovem mas com consciência a anos luz da nossa. (foto: Paulo Francis)Gabriel, Isabela, Maria e João formam uma família jovem mas com consciência a anos luz da nossa. (foto: Paulo Francis)

E para escapar dessa necessidade de comprar sempre mais, ir ao supermercado comprar seus legumes, por exemplo, é que Gabriel decidiu colocar a mão na massa para mudar a chave da alimentação de toda a sua família. O desenvolvedor de sistemas e youtuber já conhecia e se interessava pelos conceitos da permacultura e da bioconstrução. Bastou mudar-se para casa onde está há cerca de dois anos que ele foi se arriscar no grande quintal disponível no bairro Tiradentes.

Foi ele também que sugeriu parar de comer carne, Isabela foi parceira e os pequenos, quando estão junto dos pais também não comem. ''As vezes eles pedem porque não foram desde sempre acostumados com o vegetarianismo. Mas é muito engraçado que com a gente eles não comem e quando pedem chamam de bicho morto'', diz a mãe.

De plantas, frutas e legumes tradicionais, como mandioca, banana nanica, banana prata, banana maçã, rúcula, maxixe, couve, alecrim, erva doce, majerona hortelã, boldo, citronela, babosa, abacaxi, mamão, amora, à PANCS como a moringa olífera, conhecida de árvore da vida, o quintal é mais que uma horta, é também a válvula de escapa e o playground para eles.

''As crianças se divertem demais nos fins de semana aqui. É um momento em que eles se desconectam e a gente também. Sai de frente da TV, do computador, e fica admirando uma fogueira, planta, mexe com com a terra, se suja, sem medo'', comenta Gabriel. Se de segunda a sexta os pequenos choram para não sair de frente da televisão, sábado e domingo eles choram pra não sair da horta.

Tijolos e ''massas'' da terra dividem os canteiros. (foto: Fernando Antunes)Tijolos e ''massas'' da terra dividem os canteiros. (foto: Fernando Antunes)
De temperos simples às PANCS, horta da família atende muito bem a eles. (foto: Fernando Antunes)De temperos simples às PANCS, horta da família atende muito bem a eles. (foto: Fernando Antunes)
Cana e bananeira fazem sombra para as outras! (foto: Fernando Antunes)Cana e bananeira fazem sombra para as outras! (foto: Fernando Antunes)

Cada planta encontrada ali foi pensada num contexto complexo que prevê trabalhar com a natureza, e não contra ela. Gabriel olhou os sistemas em todas as suas funções ao invés de tirar apenas um fruto deles, e de permitir que os sistemas demonstrem sua própria evolução. E, pelo jeito, a inciativa foi bem aceita pelas folhagens, que já estão imensas, mesmo tendo só dois anos de vida.

''Acaba sendo instintivo. O próprio ecossistema trabalha melhor junto. Ou seja, a cana de açúcar ajuda a fazer sombra para as outras que precisam. Faz um bem imenso pra terra isso aqui, diferente da monocultura que está implantada nas imensas fazendas por aqui''.

Assim como a permacultura, a bioconstrução ainda é uma descoberta constante na vida deles. Gabriel já conhecia, por cima, do que se tratava, e na internet tratou de pesquisa para poder fazer em sua casa. ''Aqui em Mato Grosso do Sul tem alguns locais que já implantaram esse sistema. Só que como eu estou me organizando pra me deslocar até esses lugares, senti falta de fomentar aqui em Campo Grande, e na minha casa encontrei espaço pra isso''.

As divisórias das plantações são feitas com massa de terra e água. ''Eu vou me metendo a fazer e inclusive abro o convite a quem quiser ensinar e aprender, juntos, entre em contato comigo'', finaliza Gabriel, dono do canal ''Chave Quântica-Sainda da matrix'', que pretende logo menos criar um blog sobre o tema.

Curta o Lado B no Facebook  e no Instagram.

Fogueira tem seu espaço reservado na casa da família! (Foto: Paulo Francis)Fogueira tem seu espaço reservado na casa da família! (Foto: Paulo Francis)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.