A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Agosto de 2019

17/03/2018 07:50

Hipnose e terapias naturais para um parto tranquilo, será que funcionam?

A doula Carla Rodrigues estreia no Lado B, com o ponto de vista de quem defende uso de métodos naturais da gestação ao nascimento

*Por Carla Rodrigues
Manobra pélvica em gestante. (Foto: Arquivo pessoal Arnaldo Carvalho)Manobra pélvica em gestante. (Foto: Arquivo pessoal Arnaldo Carvalho)

Será que funcionam mesmo? Muita gente desconfia que não, acham que os métodos naturais não dão conta de cuidar de certas enfermidades, parece que tomar uma pílula contendo substâncias sintéticas vai surtir um efeito mais rápido e eficaz. Porém, se pararmos para analisar, grande parte das medicações têm suas bases extraídas de uma ou mais plantas, então por que a própria planta em si não funcionaria?

Na última segunda feira (12) o Ministério da Saúde anunciou a introdução de 10 novos tratamentos complementares aos serviços do SUS, incluindo a aromaterapia e hipnoterapia; Ambas por exemplo têm efeitos incríveis na gestação e trabalho de parto. Esses tratamentos complementares visam tratar pessoas para que elas não precisem chegar ao ponto de precisar de um tratamento mais intensivo através da alopatia.

A hipnose é um estado de relaxamento mental e físico profundo que permite a pessoa hipnotizada a focar intensamente em um pensamento ou sentimento, bloqueando assim as distrações externas. Com isso em mente foi desenvolvida a hipnoterapia para gestação e trabalho de parto. É possível trabalhar com a gestante para que ela bloqueie seus medos e inseguranças, através do foco.

Já houve muitos casos de mulheres parirem sem dor usando esta técnica. Não fosse ela, essas mulheres poderiam ter pedido o uso de analgesia, o que por si só aumenta significativamente as chances de essa mulher acabar em uma cesariana indesejada e seu bebê sofrer consequências e precisar ficar na UTI, por exemplo.

Sintomas como enjoo e stress durante a gestação também podem ser tratados com o uso da hipnoterapia e aromaterapia. Óleos essenciais como o de cardamomo e laranja podem ter efeitos instantâneos nos enjoos, e óleos como o de lavanda, camomila e jasmim causam o efeito de relaxamento, agindo assim em gestantes que sofrem com stress e ansiedade.

É preciso ter cuidado ao escolher o tratamento a ser usado e verificar a procedência do produto. Existem óleos essenciais que são extraídos diretamente de plantas em uma concentração bem alta de ativos - para uso terapêutico. Já as essências sintéticas podem funcionar no máximo como placebo, com risco de complicações derivadas das alergias que tais produtos são propensos a causar. É clara a diferença de preço entre essas duas opções.

Existem muitas terapias naturais que surtem grandes e positivos efeitos durante a gestação e trabalho de parto, como por exemplo o shiatsu, acupuntura, argila, banhos terapêuticos e muitos outros que merecem a atenção dos profissionais que trabalham com gestantes e pretendem aprofundar seus conhecimentos. Vale a pena conhecer!

Hipnose e terapias naturais para um parto tranquilo, será que funcionam?

 

 

*Carla Rodrigues é mãe de Isac, de 2 anos, além de doula, educadora perinatal, massoterapeuta e administra o espaço para gestantes Laço Materno, dedicado a repassar informações sobre cuidados de mães, gestantes e bebês.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.