ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 21º

Sabor

Após 8 anos de rolê pela cidade, Kite leva comida vegana para galeria

Após encomendas crescerem na pandemia, Camila achou que já era hora de ter um espaço próprio e fora de casa

Por Lucas Mamédio | 04/02/2021 08:25
Camila e amigos durante inauguração (Foto: Paulo Francis)
Camila e amigos durante inauguração (Foto: Paulo Francis)

A capivara cresceu, se emancipou e conquistou seu próprio espaço. Isso mesmo, após oito anos de rolê, fazendo a alegria de amigos e clientes veganos a partir da casa de sua criadora, o Capivara Roots, um ateliê de pães e massas que também produz comidas outros quitutes veganos, está com espaço para receber a freguesia.

O negócio, também uma missão de vida, foi criado por Camila Santana, a famosa Kite para os mais íntimos. É ela a responsável pelo desenvolvimento de quase todas as receitas e que não esconde a alegria de poder levar suas ideias culinárias para a cidade inteira. Sem falar que a inauguração foi no dia de seu aniversário, um presentão de 2021.

Espaço decorado com itens que são a cara de Camila (Foto: Paulo Francis)
Espaço decorado com itens que são a cara de Camila (Foto: Paulo Francis)
Pães, jacas e outros produtos serão vendidos no espaço (Foto: Paulo Francis)
Pães, jacas e outros produtos serão vendidos no espaço (Foto: Paulo Francis)

Localizado numa galeria na Rua Arthur Jorge, o espaço garante consumo no local. “Durante a pandemia começou a sair muitas encomendas de pães, houve um certo crescimento, e daí como achei esse espaço aqui achei que era hora de investir nesse sonho”, explica Camila.

Camila é uma especialista em jaca, fruta bastante usada pelos veganos para substituir a carne animal. A textura, a neutralidade do sabor quando ela está mais verde, tudo isso ajuda na substituição.

“Eu me tornei uma especialista, testo receita há muitos anos. Acho que poucas pessoas conhecem tanto a versatilidade desse alimento como eu”, diz Camila, enquanto recheia um rondelli com carne de jaca, o bacon vegano. Muito bom, por sinal.

Camila no espaço onde pretende ensinar outras mulheres (Foto: Paulo Francis)
Camila no espaço onde pretende ensinar outras mulheres (Foto: Paulo Francis)
Camila recheando o rondelli com jaca e bacon vegano (Foto: Paulo Francis)
Camila recheando o rondelli com jaca e bacon vegano (Foto: Paulo Francis)

No novo endereço, também é possível comprar algumas desses produtos já prontos para consumo e também congelados, como jacas, muitas delas retiradas por Camila no alto das árvores que ela encontra pela cidade.

Ela também criou um anexo na cozinha onde pretende ensinar outras mulheres o ofício a qual se dedica, principalmente na confecção dos pães. “Achei que poderia ser um lugar pra ajudar outras minas que, às vezes, precisam aumentar sua renda, aprender algo novo”.

Na galeria também há um pátio que, em breve, se tudo der certo, vai receber a tradicional Feira São Chico. “É um bom espaço e já que estamos aqui, acho que pode ser aproveitado”. A feira ficou conhecida no bairro São Francisco, por ocupar espaço público com arte, música e gastronomia regional.

Coxinha congelada à venda. (Foto: Paulo Francis)
Coxinha congelada à venda. (Foto: Paulo Francis)

Capivara Roots não tem um cardápio específico. Camila cria novas receitas com frequência e usa muitos produtos sazonais do cerrado. Mas os pães de abóbora, sete grãos, pão de farinha de jatobá, as comidas a base de jaca estão sempre disponíveis.

Pedidos podem ser realizados via @massascapivaraoficial.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário