A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

21/12/2017 09:23

Com estilo e mesa farta, professor reúne amigos no sistema Grazing Table

Fernandes decidiu fazer um jantar usando do conceito de comida esparramada e à vontade

Thailla Torres
É um estilo de culinária originário Oceania, explica o professor."É um estilo de culinária originário Oceania", explica o professor.

A vontade era reunir os amigos em volta da mesa estilosa e deixar o anfitrião longe da cozinha. Por isso, pela primeira vez, o professor Fernandes Ferreira decidiu fazer um jantar usando do conceito "Grazing Table", com aparência de mesa exagerada e fartura no amor e amizade.

"É um estilo de culinária originário Oceania, que conheci em São Paulo e fiquei chocado no primeiro momento com aquela mesa cheia de comida e objetos por todos os lados. Mas o que é lindo de ver, é a montagem de especial usando a criatividade na hora da decoração", explica Fernandes.

Numa linguagem popular, o "Grazing Table" é conhecido pela comida esparramada pela mesa. E de fato, tem alimento por todos os lados e ninguém fica sem pegar aquele queijo ou salaminho.

Amigos ainda trocaram tsurus. Amigos ainda trocaram tsurus.

Na contramão da formalidade, a experiência agradou muito. "Tivemos a chance de comer a “cereja” (das originais com cabo e tudo) antes do bolo... Aquele queijo picante e depois experimentar o pão artesanal que não era só para a decoração, vinho tinto e nozes. E com isso fazer uma pausa e degustar uma água aromatizada cítrica temperada com especiarias. Tudo isso ali, cercado por pessoas envolvidas com aquela mesa, trocando histórias e risadas”, descreve a amiga, Camila Gonzales Alves.

Outra grande vantagem é que o conceito é de montar e servir, sem nada de pratos quentes. É só escolher uma variedade de queijos, salames e adicionar complementos. As frutas da estação e secas, castanhas, geleias e conservas funcionam super bem, garante Fernandes. "É uma mesa baseada em frios para que você fique reunido com os amigos pelo menos três horas na mesa".

 

A ideia é se divertir com uma boa conversa, longe dos celulares, mas princialmente resgatando a essência das boas amizades. "É algo que não só o corpo, mas os olhos e a alma. Porque ficar 3 horas em volta da mesa mantendo a conversa, sem nenhuma interferência e degustando os frios que você mais gosta, desperta o melhor na gente".

Há também um valor afetivo na hora do preparo. Fernandes resolveu usar elementos que fizeram parte da infância para compor a mesa. "Além de pães, frutas e os frios, usei abóboras e utensílios domésticos antigos que eu tinha em casa. Vim da zona rural, então isso sempre fez parte da nossa mesa em família".

Os amigos também não gastaram dinheiro com presentes, a recordação veio com troca de tsurus, origami da ave sagrada símbolo de saúde e sorte no Japão.

Foram mais de 3 kg de frios para 15 pessoas. Foram mais de 3 kg de frios para 15 pessoas.

A primeira mesa feita nesse estilo reuniu 15 amigos. Para economizar, o valor foi dividido entre amigos. Fernandes comprou 3 kg de frios entre queijos, salames, frutas desidratadas, nozes, pães, molhos e geleias, gastando pouco mais de R$ 500,00.

"Os preços variam do lugar e o tipos dos produtos. Eu optei pelos queijos mussarela, brie, gorgonzola, goda e pesto vermelho, que além de saborosos, são muito bonitos", diz.

Para deixar o ambiente confortável, posicione a mesa em um espaço suficiente para que os convidados se misturem. Utilize tábuas e utensílios de cozinha para que a aparência surpreenda. "Você pode usar vários elementos que já existem na cozinha, mas também pode adquirir toalhas e alguns objetos de decoração diferentes".

Veja outros estilos de Grazing Table para se inspirar neste fim de ano.

Curta o Lado B no Facebook  e Instagram.

 

Com estilo e mesa farta, professor reúne amigos no sistema Grazing Table
Com estilo e mesa farta, professor reúne amigos no sistema Grazing Table
Com estilo e mesa farta, professor reúne amigos no sistema Grazing Table


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.