A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

25/05/2017 06:10

Com muita carne e temperos de MS, festival tem pratos a partir de R$ 15,00

De pizzaria a restaurante francês, Festival Brasil Sabor está em 50 endereços de Campo Grande e Bonito

Informe Publicitário
Festival começou na semana passada e teve lançamento com vários sabores regionais. (Foto: André Bittar)Festival começou na semana passada e teve lançamento com vários sabores regionais. (Foto: André Bittar)

A pizza ganha o gosto da costela com mandioca. O sabor francês do Croque Monsieur agora é de comitiva, com cupim cozido e pequi. O lanche árabe shawarma surge em versão pantaneira, ao molho de guariroba e purê de banana-da-terra. Assim, o que é universal fica com personalidade bem sul-mato-grossense.

Esse tipo de mescla, sempre em alta na gastronomia, é uma das experiências propostas pelo Festival Brasil Sabor, que segue até 11 de junho em 47 endereços de Campo Grande e 6 locais de Bonito. Ao todo, são 53 restaurantes e lanchonetes envolvidos no evento, sempre com um toque de exclusividade à mesa. O melhor são os valores dos pratos, de R$ 15,00 a R$ 50,00.

Há muitas preparações sofisticadas, como Arroz de Pato Peruano e Massa Choux de Salmão Defumado. Mas também estão no cardápio o Bife na Moita, a Chipa da Vel e a Chapa Família Feliz Completa.

Tem diversão em garfo e faca para quem adora camarão, pintado e tilápia, para cliente que nunca comeu hambúrguer de carne de jacaré, por exemplo, ou para os que gostam mesmo é da tradição da carne seca.

presidente da entidade em Mato Grosso do Sul, Juliano Wertheimer, fala durante abertura do evento. (Foto: André Bittar0presidente da entidade em Mato Grosso do Sul, Juliano Wertheimer, fala durante abertura do evento. (Foto: André Bittar0

Com o tema “Original do Brasil”, o evento realizado pela Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) é o auge do calendário gastronômico local, por abrir aos associados a chance de mostrar o que cada um faz de melhor na cozinha.

O presidente da entidade em Mato Grosso do Sul, Juliano Wertheimer, comenta que neste ano o festival está focando nas raízes sul-mato-grossensses e uma delas é a carne vermelha. "Isso também vem contra a ideia de carne fraca, mostrando a força da nossa carne, a procedência e a forma de preparação de todos os cortes. Alguns também deram destaque para o peixe. O bacana é que o festival traz releituras de pratos tradicionais e regionais."

Além do talento dos chefs na criação e das formas tradicionais de cozinhar, o Festival evidencia os temperos de Mato Grosso do Sul e turbina o faturamento. Por isso, tem o apoio do governo do Estado. "A cultura passa pela gastronomia que nasce e se apropria de sabores regionais. Cada região é carregada do ponto de vista das influências fronteiriças. Por aqui então, não falta influência, começando pela indígena. Além disso, a cada 1 real investido em eventos assim, a gente sabe que voltam 5 reais”, comenta o secretário de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, AthaydeNery.

 “Alimentação é um dos setores que mais crescem no País, mesmo com queda no consumo diante da crise no Brasil”, reforça Andréa Barrera de Almeida, gestora de projetos do Sebrae, outro parceiro importante da Abrasel.

Para o diretor presidente da Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul (MSGÁS), Rudel Espindola Trindade Junior, “Mato Grosso do Sul é conhecido nacionalmente pela culinária peculiar e saborosa e a Abrasel vem para complementar a nossa potencialidade por ser uma entidade respeitada nacionalmente! Sermos parceiros nesse projeto é levar a energia limpa e econômica para dar mais um diferencial a nossa culinária regional”.

Palmito Salome de Carne Seca.Palmito Salome de Carne Seca.
Arroz de Pato Peruano.Arroz de Pato Peruano.
Asinhas de frango empanadas, servidas ao molho barbecue.Asinhas de frango empanadas, servidas ao molho barbecue.

De casa mexicana e pizzaria, a restaurante francês e doceria, a diversidade é grande entre os participantes.

Para o lançamento do Festival, o chef André Nardo abriu seu restaurante, o Domus Bistrot. Veterano no evento, em 2017 ele adaptou o Bife Bourguignon, típico da culinária francesa, usando costela e purê de mandioca. “Adoro participar do evento, não só pela possibilidade de criar. Também é uma super vitrine, porque ganhamos muita mídia espontânea nas redes sociais”, avalia.

Os proprietário do restaurante Bela Vista Grill são estreantes em 2017. No cardápio do Brasil Mais Sabor eles inseriram a Moqueca de Tilápia, com tempero regional, acompanhada de arroz com brócolis e pirão. "Somos de São Paulo, então trouxemos muito também das referências de lá", avisa a empresária Yara Guidorizzi.

Para ver a lista completa de participantes e sabores apresentados por cada restaurante, acesse o site do Festival Brasil Sabor

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.