ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 13º

Lado Rural

Governo Federal lança Plano Safra 2022/23 com R$ 340,9 bilhões para o agro

Plano deste ano é o "mais robusto da história em termos de crédito”, segundo representante do Mapa

Por Liana Feitosa | 29/06/2022 16:36
Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Guilher Soria. (Foto: Reprodução / TV Brasil)
Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Guilher Soria. (Foto: Reprodução / TV Brasil)

O Plano Safra 2022/2023 foi lançado na tarde desta quarta-feira (29) em Brasília (DF). O programa do Governo Federal destina recursos públicos para o financiamento do agronegócio brasileiro. Neste ano, o programa prevê R$ 340,9 bilhões para custear a produção nacional até junho do ano que vem, montante 36% maior que o destinado na safra passada, que teve R$ 90 bilhões a menos.

Durante o evento de lançamento desta edição do programa, Guilherme Soria Bastos Filho, secretário de Política Agrícola do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), afirmou que “esse é o plano mais robusto da história em termos de crédito.”

“Garantimos mais recursos para o custeio, R$ 69 bilhões a mais, e ainda R$ 21 bilhões a mais para investimentos. Para a agricultura familiar, e vale deixar registrado que é o maior volume da história, são R$ 53,6 bilhões, R$ 14 bilhões a mais que no ano passado”, detalhou ainda o secretário.

Ou seja, do total de recursos disponibilizados, R$ 246,28 bilhões serão para custeio e comercialização, e R$ 94,6 bilhões serão para investimentos. “Para os médios produtores, (serão destinados) R$ 43,7 bilhões, (o que representa) R$10 bilhões a mais que no ano passado”, completou. Segundo o governo, todas as taxas de juros ficarão abaixo da taxa Selic.

Juros - Terá juros controlados o montante de R$ 195,7 bilhões, o que representa alta de 18%. Já o montante com juros livres soma R$ 145,18 bilhões, uma alta de 69%. Também cresceu a quantidade de recursos equalizados: 31%, que chegará a R$ 115,8 bilhões o próximo ciclo.

O ministro da Agricultura, Marcos Montes, afirmou que os números demonstram o poder do agronegócio do País. “Em um cenário extremamente desafiador, ainda sobre os efeitos econômicos da pandemia de covid-19, agora somados às consequências do conflito na Europa, estamos lançando um plano safra capaz de atender aos diversos segmentos do agro e atento ao compromisso do Governo e da sociedade com a responsabilidade fiscal”, afirmou.

Ele aproveitou a oportunidade para também enaltecer o trabalho da ex-ministra da pasta, Tereza Cristina, presente no evento de lançamento da edição 2022/2023 do programa. “Com esse plano temos tudo para colhermos uma meta que a nossa ministra Tereza Cristina apontou lá trás que chegaríamos: 300 milhões de toneladas de grãos na próxima safra”, avaliou.

Nos siga no Google Notícias