A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 29 de Maio de 2017

30/09/2016 11:06

Apreensões aumentam e PMA antecipa operação pré-piracema

Renata Volpe Haddad
Número de apreensões em período de pesca permitida aumentou nos últimos 3 anos. (Foto: PMA/ Divulgação)Número de apreensões em período de pesca permitida aumentou nos últimos 3 anos. (Foto: PMA/ Divulgação)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) inicia amanhã (1) às 00h a Operação Pré-piracema devido ao número de apreensões crescerem demasiadamente em setembro e outubro, período de pesca aberta. Com isso, a quantidade de turistas e pescadores do Estado se intensifica, exatamente, em razão das facilidades de captura do pescado neste período.

Todos os anos, as fiscalizações são reforçadas nos rios de Mato Grosso do Sul para prevenir e reprimir a pesca predatória, tendo em vista a proximidade do período de piracema e, portanto, quando vários cardumes já se encontram formados.

Esta operação acontecia a partir do dia 25 de outubro, até um dia depois do fechamento da pesca na bacia do Rio Paraguai, dia 6 de novembro, porém, desde 2013, tem sido antecipada para o dia 1 de outubro, em razão dos problemas encontrados nos últimos dois meses de pesca aberta em todos os anos, que são setembro e outubro.

Apreensões – Este mês, 21 pescadores foram presos com 999 kg de pescado ilegal. Em comparação com o mesmo período do ano passado, 42 pescadores foram presos com 513 kg de pescado. Foram apreendidos 2800 metros de redes de pesca (petrechos proibidos) e 6.000 em setembro de 2015. Também foram autuados administrativamente 14 pescadores por falta de licença de pesca, 10 a mais se comparado com setembro do ano passado.

A Operação Pré-piracema envolverá 362 policiais, e vai englobar operação Padroeira do Brasil e a operação Dia de Finados, que são realizadas todos os anos. A pré-piracema se estenderá até o dia 6 de novembro às 8h00, permanecendo um dia depois do fechamento da pesca na Bacia do Rio Paraguai, que ocorrerá em 5 de novembro.

Os trabalhos preventivos serão intensificados durante a “Operação Pré-piracema", com participação das 25 Subunidades da PMA no Estado, que darão maior atenção à questão relativa à pesca.

Durante a operação do ano passado foram 57 autuados por crimes ambientais, sendo 26 por pesca ilegal. Foram aplicadas multas que atingiram R$ 771.780,00.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions