A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

16/08/2017 15:05

Em 24 horas, 9 mil raios caíram no Estado, 100 deles em Campo Grande

MS ocupa 5º posição no ranking de Estados com maior incidência do fenômeno

Anahi Zurutuza
Céu carregado na Capital antes da chuva do início da tarde desta terça-feira (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Céu carregado na Capital antes da chuva do início da tarde desta terça-feira (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

Entre às 9h desta terça-feira (15) e às 9h de hoje (16), 9 mil raios atingiram Mato Grosso do Sul. Só em Campo Grande, foram 100 descargas elétricas, conforme o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), que não calculou quantos raios caíram durante os temporais registrados na Capital e no interior.

Segundo o BrasilDAT (Rede Brasileira de Detecção de Descargas Atmosféricas), com a média de 4,24 milhões de raios por ano, Mato Grosso do Sul ocupa a 5º posição no ranking de Estados com maior incidência do fenômeno.

Apesar dos ventos que atingiram até 64 km/h e da chuva de granizo, o temporal em Campo Grande não foi dos piores em relação às descargas atmosféricas. A Capital já enfrentou tempestade com 2,2 mil quedas de raios.

Menos mortes – O ano de 2016 teve menos mortes por raios do que a média dos últimos 20 anos. Segundo o Elat (Grupo de Eletricidade Atmosférica) do Inpe divulgou em dezembro do ano passado.

Em 2016, 45 pessoas morreram atingidas por raios no Brasil.

Das sete mortes que ocorreram nos últimos meses do ano – durante a primavera, entre os meses de outubro e novembro – uma foi em Mato Grosso do Sul. As outras seis aconteceram nos Estados de Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions