ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  21    CAMPO GRANDE 24º

Meio Ambiente

Em MS, chuvas foram 49% abaixo do esperado para o mês de maio

Boletim climatológico do Inmet afirma que calor "dominou" o quinto mês de 2024

Por Gustavo Bonotto | 10/06/2024 20:10
Chuva torrencial foi registrada no dia 16 de abril, próxima a Avenida Mato Grosso. (Foto: Arquivo/Osmar Daniel)
Chuva torrencial foi registrada no dia 16 de abril, próxima a Avenida Mato Grosso. (Foto: Arquivo/Osmar Daniel)

Após um abril chuvoso, o único mês do ano acima da média até o momento, maio voltou a apresentar chuva significativamente abaixo da normalidade em Mato Grosso do Sul, aponta o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). No acumulado do ano, o déficit pluviométrico está em 358 mm, o que representa 49% abaixo da climatologia de referência adotada pela meteorologia.

Em Campo Grande, a precipitação acumulada do mês também apresentou déficit. A estação automática do instituto registrou média de 21,0 mm, o que representa um desvio de 67,2 mm. O valor está 76%  abaixo do normal climatológico estudado entre os anos de 1981 a 2010, que é de 88,2 mm.

Segundo boletim do instituto, a média das temperaturas mínimas foi de 18,1 °C, o que significa desvio de 1,4°C acima do esperado para a estação. Já a mínima do mês foi de 8,9°C no dia 30 e responde pela menor do ano até o momento.

Para a meteorologia, os valores de desvio diminuíram em valores absolutos em relação aos meses anteriores. Isto graças à incursão de uma massa de ar frio de trajetória continental, vinda do extremo sul da América do Sul, na última semana do mês. A massa de ar derrubou as temperaturas no estado e promoveu até geadas isoladas no sul do estado.

A menor amplitude térmica diária — diferença entre a temperatura máxima e a mínima em um dia — foi de 3,3 °C, registrada no dia 27, segunda-feira. À época da medição, os termômetros registraram mínima de 12,4°C e máxima de 15,7°C.

Por sua vez, a maior amplitude ocorreu no dia 30, quinta-feira, quando houve variação na temperatura diária de 17,2 °C. Os termômetros registraram mínima de 8,9°C e máxima de 26,1°C.

Prognóstico - No estado, junho começou seco. Não chove há exatos 55 dias na Capital. A chuva caiu pela última vez em 16 de abril. Apesar da leve subida nos termômetros nos últimos dias, as temperaturas devem cair a partir da segunda quinzena.

A previsão é do meteorologista Natálio Abrahão, que em entrevista ao podcast Na Íntegra, do Campo Grande News, deu “spoiler” do prognóstico mais completo que está preparando para divulgar antes do início do inverno, estação que começa no próximo dia 21.

A previsão é de longa estiagem a partir de agora, o que significa baixa umidade relativa do ar. “Em junho, se houver um evento meteorológico com chuva, será com chuva mínima, com menos de 5 milímetros”.

Receba as principais notícias do Estado no WhatsApp. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nas redes sociais: Facebook, Instagram e TikTok

Nos siga no Google Notícias