ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  14    CAMPO GRANDE 19º

Meio Ambiente

PMA flagra rinha de galos e apreende animais feridos

Por Aline Queiroz e Ana Maria Assis | 17/01/2011 08:45

Caderno com anotações de competições foi apreendido

Animais estavam feridos devido às brigas. Foto: Ana Maria Assis
Animais estavam feridos devido às brigas. Foto: Ana Maria Assis

A PMA (Polícia Militar Ambiental) flagrou uma rinha de galo que funcionava na Rua Tupã, Bairro São Conrado, em Campo Grande.

Na ação feita ontem à tarde, os policiais apreenderam 15 galos da raça índio, alguns deles feridos.

Segundo a Polícia, foram apreendidos dois rebolos, que são usados para colocar os galos na briga, além de balanças, tesouras cirúrgicas, arco de serra, 37 bicos de metal, 18 esporas de plásticos e quatro gaiolas.

Os policiais também encontraram caderno com anotações das competições, resultados e apostas.

Sete pessoas que estavam na casa foram detidas: Luiz Antônio Agadir de Oliveira, 42 anos, Antônio Aparecido Lopes da Silva, 35 anos, Zico Gomes de Souza, 30 anos, Roberto José de Azevedo, 45 anos, Leonardo Karlinsk, 64 anos, Oderci Rodrigues de Oliviera, 58 anos, e Luiz José Cabral, 60 anos.

Depois de assinarem TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência), eles foram liberados porque o crime é classificado como de menor potencial ofensivo.

Eles responderão ao processo de maus tratos contra animais silvestres.

De acordo com a Polícia Civil, Luiz Antônio Agadir de Oliveira, 42 anos, Antônio Aparecido Lopes da Silva, 35 anos, eram os donos da rinha.

Já Zico era dono de um galo, que morreu durante a disputa de ontem. Ele teve de pagar R$ 100,00 para o adversário porque o galo morreu.

Os outros foram classificados como apostadores.

Galeria de Fotos###