A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Abril de 2019

19/11/2018 07:18

Temporal causa alagamentos e derruba mais de 40 árvores em MS

Só na Capital foram 16 chamados de queda de árvores e dois alagamentos

Danielle Valentim
Uma das árvores que não resistiu as rajadas de vento continua interditando a Avenida Bandeirantes. Avenida Bandeirantes interditada na Capital. (Foto: Ângela Kempfer)Uma das árvores que não resistiu as rajadas de vento continua interditando a Avenida Bandeirantes. Avenida Bandeirantes interditada na Capital. (Foto: Ângela Kempfer)

O temporal que atingiu todas as regiões de Mato Grosso do Sul no fim da tarde deste domingo (18) deixou rastro de destruição pelo Estado. Só na Capital, foram 16 chamados de queda de árvores e dois alagamentos.

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) reforça aviso de tempestade para 50 dos 79 municípios com precipitação de até 100 mm (milímetros), ventos intensos e queda de granizo para esta segunda-feira (19).

A Defesa Civil de Campo Grande, que trabalha com a gestão do risco de desastre, recebeu três chamadas de quedas de árvores e dois alagamentos. No entanto, o coordenador do órgão, o coronel Armindo de Oliveira Franco explica que esses casos de emergência são repassados ao Corpo de Bombeiros.

“Nós trabalhamos com a prevenção, a mitigação de ações e preparação para fazer com que todos os órgãos sejam capazes de responder aos desastres. Então, em princípio, o socorro é feito pelo Corpo de Bombeiros, depois a prefeitura e a defesa entram com a reabilitação do município e assistência à população vitimada, principalmente, em casos de alagamentos”, explicou.

Já o Corpo de Bombeiros recebeu via 193, 13 chamados de queda de árvores. Não houve acionamento para alagamentos. Esse número é referente ao período de 17h23, quando a chuva começou, até às 0h de ontem (18).

Três das quedas não foram resolvidas de imediato, por depender de equipes da Energisa, para o desligamento de energia. Uma das árvores que não resistiu as rajadas de vento continua interditando a Avenida Bandeirantes na manhã desta segunda-feira (19).

 

De outro ângulo, árvore caída na Avenida Bandeirantes (Foto: Direto das Ruas)De outro ângulo, árvore caída na Avenida Bandeirantes (Foto: Direto das Ruas)

Em Campo Grande, o entorno da Lagoa Itatiaia e trecho da Cônsul Assaf Trad ficaram alagados. Assista ao vídeo:

Segundo o meteorologista Natálio Abrahão, os pluviômetros da estação Uniderp apontam que as cidades de mais acumulado de chuva foram Chapadão do Sul, Três Lagoas, Ivinhema e Angélica, com quantidade superiores a 38 milímetros.

Já as cidades de Laguna Caarapã, Itaquiraí e Caarapó tiveram os ventos mais fortes, com rajadas superiores a 80 km/h.

Dourados - Os fortes ventos registrados no início da tarde deixou a região Sul do município sem energia elétrica devido a queda de fiação. De acordo com o secretário Municipal de Serviços Urbanos, Joaquim Soares, pelo menos 30 árvores caíram.

Conforme o Dourados News, os bairros mais afetados foram o Jardim Água Boa, Vila Popular e Ecoville, além da região central. Várias vias estão com o trânsito interrompido e os servidores trabalham retirando os troncos para liberar o tráfego.

Na Praça Antônio João e no Monumento ao Colono, veículos foram atingidos por árvores e na praça de alimentação da Feira Livre, alguns comércios acabaram danificados por essas quedas.

Três Lagoas - No município, a chuva veio com fortes rajadas de ventos por volta das 19 horas. Segundo o Perfil News, em pouco mais de um hora foram registradas pontos de alagamentos, incluindo a circular da Lagoa Maior, considerado Cartão Postal da cidade.

Previsão - Uma frente fria mantém o tempo instável com pancadas de chuva no centro-norte. Já no sul e sudoeste, as instabilidades diminuem a queda de temperaturas. As temperaturas máximas no Estado devem ficar na casa dos 28ºC, de acordo com o Inmet.

O instituto reforça aviso de tempestade para 50 dos 79 municípios com precipitação de até 100 mm (milímetros), ventos intensos e queda de granizo. Há risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions