ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 28º

Meio Ambiente

Usina é multada pelo segundo dia consecutivo após incêndio em canavial

Polícia Militar Ambiental recebeu denúncias sobre queima de palhada para facilitar colheita da lavoura

Por Aletheya Alves | 17/09/2020 16:11
Área queimada em Rio Brilhante somou 408 hectares de incêndio. (Foto: Divulgação/PMA)
Área queimada em Rio Brilhante somou 408 hectares de incêndio. (Foto: Divulgação/PMA)

Empresa responsável por usina sucroenergética foi multada pelo segundo dia consecutivo após incendiar área plantada de cana-de-açúcar. O valor da autuação soma R$ 563 mil devido às queimadas nesta quarta (16) e quinta-feira (17) em Rio Brilhante - a 160 quilômetros de Campo Grande.

Conforme divulgado pela PMA (Polícia Militar Ambiental), a empresa foi denunciada anonimamente. Após verificar o local ontem, os policiais confirmaram o incêndio irregular e descobriram que a queimada ocorreu no dia 28 de agosto, para facilitar a colheita da lavoura.

Verificada com GPS, a área incendiada resultou em 408 hectares de plantação. Localizada, a empresa responsável foi multada em R$ 408 mil pelo incêndio em Três Lagoas.

Também de acordo com a PMA, a mesma empresa foi autuada em R$ 155 mil, na quarta-feira, por incendiar outra área de cana em Sidrolândia. Os responsáveis não possuíam autorização do órgão ambiental para realizar o processo de queima.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário