A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

19/05/2014 11:22

Em reunião com vereadores, Olarte diz que responsabilizará Bernal criminalmente

Aliny Mary Dias e Zana Zaidan
Reunião foi realizada no gabinete do prefeito no Paço Municipal (Foto: Cleber Gellio)Reunião foi realizada no gabinete do prefeito no Paço Municipal (Foto: Cleber Gellio)

Os episódios registrados na última quinta-feira (15) no prédio da Prefeitura de Campo Grande logo após a decisão da Justiça que reconduziu o prefeito cassado Alcides Bernal (PP) ao cargo serão documentados e transformados em processos judiciais. Segundo o prefeito Gilmar Olarte, as ações serão encaminhadas para órgãos fiscalizadores.

Durante reunião com vereadores, na manhã desta segunda-feira (19), no gabinete do prefeito, Olarte reafirmou que responsabilizará criminalmente Alcides Bernal. Os processos, segundo Olarte, serão encaminhados para os Ministérios Públicos Estadual e Federal, Câmara de Vereadores, Tribunal de Contas da União e Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul.

“Essas ações de terrorismo que foram realizadas na quinta-feira são um atentado contra funcionários públicos com violência, espancamento, roubos de CPU's e revista íntima dos servidores. Vamos encaminhar tudo isso à Justiça e responsabilizá-los”.

Questionado sobre os responsáveis pelos atos, Olarte diz que o primeiro deles é Alcides Bernal. “Ele foi o comandante, o maestro que orquestrou essa ação simultânea. Já temos provas da polícia e da perícia que constatam isso”, diz o prefeito.

O presidente da Câmara de Vereadores, Mario Cesar (PMDB), explica que as ações foram simultâneas em razão de que vários prédios foram ocupados ao mesmo tempo. “A impressão que tivemos é que essa foi uma ação orquestrada porque a partir da decisão parece que apertou um botão e simultaneamente vários prédios públicos foram ocupados”.

Além do Paço, segundo o vereador, também houve situações semelhantes na SAS (Secretaria de Assistência Social), Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande) e Secom (Secretaria de Comunicação).

Ainda segundo o presidente da Casa de Leis, a ação surpreendeu a Câmara porque um rito precisava ser cumprido. “A Justiça tem que se cumprir, mas que primeiro fosse dado posse ao prefeito, depois exonerasse ou nomeasse novos secretários. Essa seria a ordem natural das coisas”.

Reunião – Com exceção dos cinco vereadores que acompanharam Bernal na última quinta, todos os parlamentares foram convidados para o encontro, mas sete deles participaram. A reunião tem objetivo de decidir as providências que serão tomadas pelo prefeito.

Secretários municipais também participaram do encontro e produziram relatórios sobre os danos causados em cada pasta.



E Ai meus queridos vereadores; vai ter nova eleiçoes para vereadores; Será que o POVO vai ESQUECER; a FALTA DE RESPEITO AO VOTO?R... e a FALTA DE RESPEITO AO JUIZ Que Deus a Liminar concedendo a volta do Prefeito?R... Se tem que Condenar alguém/R....
Será que desreispeitar a ordem de um JUIZ; Não é Crime mais?R......
Quem tem que ser Punido?R.....O BERNAL: QUE FOI ACOMPANHADO POR UM OFICIAL DE JUSTIÇA; COM UMA AUTORIZAÇÂO DO JUIZ. Isso é invasão?R.....
OU AS PESSOAS QUE DESREIPEITARÂO UMA ORDEM DE UM JUIZ?R....
SEM RESPEITO AO VOTO... SEM RESPEITO AO JUIZ...
QUE DEUS NOS ACUDA NESSE MOMENTO.
 
Selma Maria do Canto em 19/05/2014 22:52:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions