A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Julho de 2018

14/12/2016 12:36

Adriane Lopes recusa secretaria e vai ocupar apenas função de vice-prefeita

Segundo o deputado Lídio Lopes (PEN), intenção é ampliar contribuição na gestão municipal

Mayara Bueno e Leonardo Rocha
Deputado estadual Lídio Lopens (PEN), com a esposa Adriana Lopes, candidata a vice de Marcos Trad. (Foto: Reprodução Facebook).Deputado estadual Lídio Lopens (PEN), com a esposa Adriana Lopes, candidata a vice de Marcos Trad. (Foto: Reprodução Facebook).

A vice-prefeita eleita de Campo Grande Adriane Lopes (PEN) não vai ocupar o cargo de secretária de Assistência Social, afirmou o deputado estadual Lídio Lopes (PEN), nesta quarta-feira (14). O prefeito eleito, Marquinhos Trad (PSD), havia convidado a vice para compor seu primeiro escalão.

Segundo o parlamentar, que é marido da vice-prefeita, a recusa foi porque Adriana acredita que poderá contribuir muito mais com a gestão municipal sendo vice, do que ocupando uma secretaria específica. “Ela vai poderá participar de outros programas, não ficará presa à assistência social”, explicou.

A indicação para a pasta, no entanto, será feita pela própria Adriane Lopes. Lídio não quis revelar o nome, mas disse que será uma mulher com perfil técnico.

Até agora, alguns nomes do primeiro escalão da nova gestão já estão confirmadas pelo prefeito eleito Trad, entre eles o presidente regional do PSD, Antônio Cezar Lacerda (Secretaria de Governo), deputado Lauro Davi (IMPCG - Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande); Marcelo Vilela (Secretaria de Saúde); Gildo Andrade (Superintendência de Comunicação), Alex de Oliveira Gonçalves (chefe de gabinete) e Nilde Brun (Cultura e Turismo).

O anúncio oficial de todo o secretariado acontecerá na quinta-feira, às 8h, na sede do PSD. A administração municipal tem 13 secretarias, além de chefe de gabinete e procurador-geral do município.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions