A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

06/07/2018 21:28

Ao som do chamamé, Reinaldo apresenta revitalização da Colônia Paraguaia

Adriano Fernandes e Humberto Marques
Governador e equipe de governo durante as comemorações da noite. (Foto: Humberto Marques) Governador e equipe de governo durante as comemorações da noite. (Foto: Humberto Marques)

Com direito a polca paraguaia e muito chamamé, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) apresentou na noite desta sexta-feira (06) o plano de revitalização do endereço que é o principal reduto dos paraguaios na Capital. 

O projeto ambicioso propõe transformar a Colônia Paraguaia, no bairro Pioneiros, em um dos pontos turísticos da Capital. Com direito a estacionamento próprio, dois salões de festa, praças, salas multiuso para dança e idiomas, praça de alimentação e monumento do artista plástico Anor Pereira. 

A última reforma na associação foi feita ainda no ano de 2001, durante o governo de Zeca do PT. De lá para cá o endereço foi padecendo a ação do tempo“Foram 17 anos para chegar até este momento e o Governo do Estado vai ser o único financiador do projeto. Isso mostra a credibilidade que a Colônia Paraguai alcançou”, comentou o presidente da Colônia, Albino Romero.

O projeto foi idealizado pela arquitetas Deize Bigolin, Thaila Heinann e Mariane Romero. Durou cerca de nove meses o período para a documentação da revitalização, junto à prefeitura, e as obras começarão em breve. O repasse total para a reestruturação será de R$ 1,4 milhão em sete parcelas de R$ 200 mil.

 

Público curtindo o baile na colônia, esta noite (06). (Foto: Humberto Marques) Público curtindo o baile na colônia, esta noite (06). (Foto: Humberto Marques)

“O Governo tem sempre buscado apoiar a cultura do nosso Estado, então é um projeto que busca resgatar, melhorar e estruturar a Colônia Paraguaia. É uma noite de festa e celebração”, comemorou Azambuja. Durante a noite, além das músicas e danças típicas da cultura paraguaia também haverá show com Dino Rocha e Canto Guarani. 

“O Paraguai é o pais que tem as mais importantes relações internacionais, territoriais, sociais e politicas com MS e Campo Grande em especial, tem uma relação cultural muito forte com o país vizinho. É a grande Capital da América do Sul”, comparou secretário de Cultura, Athayde Nery.

Estima-se que em Mato Grosso do Sul a comunidade paraguaia seja de 300 mil pessoas, entre migrantes e seus descendentes. Só na Capital, são cerca de 100 mil paraguaios, tanto descentes e os legítimos. Comunidade que prestigia as festas no endereço que só aos finais de semana, chega a movimentar 10 mil pessoas.

A Colônia Paraguaia fica na Rua Ana Luísa de Souza, 610, Pioneiros.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions