A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/12/2010 18:35

Vereadores criarão comissão para analisar planilhas da Águas Guariroba

João Humberto

A Câmara de Campo Grande criará uma comissão para analisar os documentos apresentados hoje pela diretoria da empresa Águas Guariroba aos vereadores, em reunião ocorrida pela manhã no plenarinho da Casa de Leis.

Conforme o vereador Alcides Bernal (PP), presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, a reunião foi feita a pedido de todos os vereadores, visando esclarecimentos a respeito do reajuste de 8,91% no tarifa dos serviços de água e esgoto em Campo Grande, autorizado recentemente, com validade para janeiro de 2011.

O diretor executivo da Águas Guariroba, José João da Fonseca, e o presidente da Agência de Regulação e Serviços, Marcelo Amaral, foram convocados a justificar o reajuste dos serviços de água e esgoto. A concessionária apresentou documentos como o contrato firmado com a prefeitura para a concessão de água e esgoto e planilhas.

“A partir da análise dos documentos apresentados pela Águas veremos se o aumento realmente é justo ou não”, disse Alcides.

A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara vai solicitar à presidência da Casa a contratação de um técnico especializado neste assunto para destrinchar detalhes do contrato e planilhas. “Isso deve acontecer o mais rápido possível e até lá os vereadores esperam contar com o bom senso do prefeito Nelsinho”, relatou ao Campo Grande News.

Segundo Alcides, a prefeitura anunciou que o reajuste valeria pelo prazo de dois anos e que a tarifa ficaria congelada nesse período. “O prazo só venceria em setembro do ano que vem. Isso me leva a pensar que o prefeito está cometendo falta grave por conta de não estar cumprindo o que prometeu”, detalhou o progressista, frisando que esse aumento é além da inflação deste ano e refletirá sobre o esgoto, que deve apresentar reajuste de 70%.

Recentemente, quando veio à tona o reajuste, o vereador Paulo Pedra (PDT) apresentou à Casa uma proposta de decreto legislativo sustando a autorização dada pela prefeitura de Campo Grande, com a assinatura dos vereadores Alcides Bernal, Clemêncio Ribeiro (PMDB) e Loester Nunes (PDT).

Pedra também ocupou a tribuna para reclamar que o reajuste não foi discutido com os vereadores. Informou, ainda, sobre a apresentação de requerimento convocando a direção da Águas Guariroba para explicar o aumento.

O pedetista defendeu que o decreto autorizando a alta seja derrubado pela Câmara e disse que o reajuste “exorbita a razoabilidade”. Ele afirmou que quando foi concedido o reajuste anterior, em agosto do ano passado, de 15%, houve a promessa de que não haveria novos aumentos no prazo de dois anos.

Câmara convoca diretor da Águas a discutir reajuste
Foi aprovado por unanimidade o requerimento apresentado à Câmara Municipal de Campo Grande, para convocar o diretor executivo da concessionária Águas...
Tarifa de água e esgoto aumenta 8,91% em janeiro
Os serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário em Campo Grande vão ficar 8,91% mais caros a partir do dia 3 de janeiro. O decreto do...
Maioria aprova acordo sobre tarifa de água da Capital
Para a maioria dos leitores do Campo Grande News , a Prefeitura da Capital acertou ao fechar acordo com a empresa Águas Guariroba, sobre a tarifa de ...
Reajuste na tarifa de água vale a partir de setembro
O reajuste tarifário de 15,53% na tarifa de água terá validade a partir do dia 15 de setembro. O decreto, assinado pelo prefeito Nelsinho Trad (PMDB)...




Como sempre o Deputado Marquinhos Trad a frente e defendendo a população de reajustes abusivos e sem critério nenhum. Foi assim no caso da Enersul e agora da Aguas Guariroba. Parabéns Deputado sei que se trata até de uma obrigação do mandato ,fiscalizar ja que a camara dos vereadores so diz amem , mas se percebe que o Deputado faz isto porque além de ser sensato, realmente defende milhoes de usuarios. Pra cima deles !!
 
Renato Dutra em 16/12/2010 10:06:47
Mais um aumento... e outros virão, e quem paga é o comsumidor... acho este aumento ireversivel!!!
 
pedro lima em 16/12/2010 10:05:44
Senhores,

A realidade é uma só, nossos representantes vão fingir espernear e no final não vai dar em nada, restará para nós "o povo" simplesmente pagar a conta como sempre. Não se esqueçam que tudo que é para nos beneficiar é difícil, complicado e etc e tal. Tudo não passa de mis an scene, para acreditarmos que ainda temos alguém para lutar pelos nossos direitos que são tão raros. O conselho é guardar um pouco mais do salário que já é baixo para custear mais essa despesa, afinal lá em cima já foi aprovado um aumento para suas excelências que entrarão o ano de 2011 com um salário que faz inveja para qualquer pobre mortal e com certeza nenhum deles vai deixar de se deleitar com os festejos natalinos para se preocuparem com nossos problemas.
 
MARLENE LOPES em 16/12/2010 09:56:36
A Câmara Municipal de Campo Grande-MS só saiu da inércia graças a provocação do conmbativo Dep. estadual Marquinhos Trad, parlamentar atuante na defesa dos direitos dos consumidores sul-mato-grossenses..........Vamos torcer para que nossos vereadores obtenham o mesmo sucesso que o dep. marquinhos trad obteve na CPI da Enersul. Estamos de olho e ansiosos por respostas positivas!!!!
 
Emerson Nogueira Sanches em 16/12/2010 08:44:07
Acho um absurdo, tudo isso que está acontecendo por parte desses políticos , estas pessoas deveriam conhecer outras cidades para ver o que é saneamento. Enquanto no interior de São Paulo se paga 100% de esgoto sobre a água e ainda a maioria da população não confia na qualidade da água e compram água de galão.Já aqui a empresa Águas Guariroba tem água de qualidade e é transparente nos indices de potabilidade.
Isso é questão de cultura.
As pessoas nunca estão satisfeitas com o que tem.
 
Sabrina Ivana em 16/12/2010 08:34:05
Minha esperança,é no Deputado Marquinhos Trad ele sim vai lutar por nois,e tambem no vereador Alcides Bernal que sempre lutou em favor dos menos favorecidos, porque a direção de Aguas Guarirova não está nem ai com o consumidor final, mas o nosso Deputado Marquinhos vai lembrar o irmão do acordo feito em setembro.
 
Antonio f. Araujo em 16/12/2010 07:59:30
Desde que a empresa Águas Guariroba assumiu a concessão pública dos serviços de água e esgoto em Campo Grande, a taxa de esgoto é de 60% sobre o valor do consumo de água faturado por mês, ou seja, é absurdo, principalmente se comparado a taxa de iluminação pública que tem um valor fixo. Portanto, com o valor cobrado pela taxa de esgoto, é possível afirmar que se trata de um tributo com efeito de confisco, o que é vedado pelo Código Tributário Nacional. A pergunta é: - Onde estão os vereadores de Campo Grande e a Defensoria Pública dos Direitos do Consumidor para fiscalizar e defender o cidadão campograndense?
Estou esperando a resposta!
 
Paulo Pereira Rezende em 16/12/2010 06:58:07
A conta de água dos moradores de Campo Grande, está ficando absurdamente cara, a Concessionária Águas de Guariroba só pratica os reajustes se autorizado pelo poder público municipal, e cabe a Camara Municipal defender os interesses dos consumidores, o que cobramos é uma postura imparcial do poder Legislativo, que em suas atribuições está a de fiscalizados os serviços das Concessionárias e os reajustes praticados. Além do aumento absurdo, ainda temos um acréscimo em nossa fatura de 70% cobrado como taxa de esgoto. Será que estamos pagando o preço justo pelo serviço de água e esgotamento sanitário?
 
Josué Kazuo Nishimura em 15/12/2010 10:35:25
Nao acredito na fiscalização feita pela camara municipal,sem desmerecer alguns bons vereadores mas acho que a maioria seguiria o presidente da casa e não daria em nada, confio sim no dep. Marquinhos Trad ele não aceitaria acordo nenhum como não aceitou da Enersul.
 
solange prada em 15/12/2010 07:16:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions