A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

01/07/2012 09:32

Arma contra promessas eleitoreiras, plano de governo está esquecido

Aline dos Santos

Com as propostas relegadas a meras cartas de intenções ou raquíticos planos de metas genéricas, o eleitor se vê preso a um voo cego

Teoricamente, planos de governo devem guiar o crescimento da cidade, mas há anos candidatos deixaram as diretrizes de lado (Foto: Arquivo/João Garrigó)Teoricamente, planos de governo devem guiar o crescimento da cidade, mas há anos candidatos deixaram as diretrizes de lado (Foto: Arquivo/João Garrigó)

Principal arma contra as promessas eleitoreiras, o plano de governo - vital no passado para os projetos políticos - vem caindo no esquecimento. Com as propostas relegadas a meras cartas de intenções ou raquíticos planos de metas genéricas, o eleitor se vê preso a um voo cego.

“A quase totalidade dos municípios brasileiros tem problemas graves na Educação, Saúde, Transportes e Segurança, só para ficar nos quatro mais gritantes. E não explicar como vai enfrentá-los é fazer pouco da inteligência dos cidadãos. Fuja desse tipo de candidato e jogue no lixo a tal de ‘Carta de Intenção’ que é a mesma coisa que nada”, afirma o analista político Eron Brum.

Ele enfatiza que um documento informado o que se pretende fazer e a forma como será feito é o antídoto para promessas mirabolantes. “Se o candidato não demonstra conhecer os problemas da cidade que pretende administrar é sinal de incompetência ou má fé. O eleitor deve desconfiar”, orienta.

Em Campo Grande, com seus mais de 786 mil habitantes, 74 bairros e 800 parcelamentos, a elaboração de um plano de governo consome, no mínimo, três meses. A estimativa parte do professor de Administração da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Dario de Oliveira Lima Filho. “Um plano estratégico de governo precisa de metodologias, definição de políticas públicas”, exemplifica.

O diagnóstico da cidade requer, ao menos, uma equipe com dez pessoas. Incluindo administrador, economista, engenheiro, arquiteto, sociólogo, educadores.

Para Dario, o excesso de partidos e as alianças de última hora contribuíram para que o plano de governo caísse em desuso. Outro fator preponderante é o loteamento dos órgãos administrativos entre os aliados. Ou seja, como se monta um plano para a Educação, por exemplo, se a secretaria for exigida por um aliado de última hora.

Analista político Erom Brum. (Foto: Arquivo) Analista político Erom Brum. (Foto: Arquivo)

“No passado, se fazia mais plano de governo em função de poucos partidos políticos, em função da baixa mudança de vertente partidária e alianças de última hora”, salienta.

Candidato por quê? – Com 30 anos de experiência na elaboração de plano de governo, o arquiteto e urbanista Ângelo Arruda afirma que o documento é a forma do “prefeitável” deixar claro o que pretende ao se lançar candidato. “A primeira tarefa é conhecer a cidade. Mas tem que ter olhos para a cidade inteira”.

No passado, o levantamento começava com um ano de antecedência. Sem internet ou dados consolidados, a equipe tinha que ir de porta em porta. “Hoje, acredito que 120 dias é um bom prazo para montar um plano de governo”, afirma Ângelo. Ele frisa que no setor de arquitetura e urbanismo o trabalho é imenso. “Tem que saber onde vão ser construídos os equipamentos de Saúde, de Educação”.

Secretário de Planejamento no governo de Pedro Pedrossian, o economista Wagner Bertoli, afirma que, em caso de vitória, o plano de governo passa por ajustes para caber no orçamento do Poder Público. “É como a vida da gente, você sabe das suas necessidades, mas precisa ver o dinheiro que tem. Dessa forma, algumas coisas já são de imediato, outras ficam para o fim do governo”.

Ao registrar a candidatura, a Justiça Eleitoral exige que sejam entregues as propostas defendidas pelos candidatos a prefeito. O documento deve ter uma via impressa e outra digitalizada.



Campo Grande não pode ser palco de embates politicos, acho que os cidadãos devem participar dos debates, e analisar quais as melhores propostas para a cidade. Não se pode perder a linha, a cidade tem que seguir o cronograma, e se possível com mais eficiência e rapidez. Sem perder tempo em discutir se a obra tem a cor laranja ou azul temos que concluir.
 
Juarez Goncalves em 02/07/2012 10:27:19
Plano de governo é coisa de democracia.
Aqui, como já se pode ver, a eleição já está definida. Quem manda no povo,que infelizmente obedece,já definiu quem entrará e quais serão os próximos passos.
Espero que o povo acorde, mas não acho que aconteça.
E não é só o plano de governo que está esquecido.
É o brio do povo e a vergonha na cara dos políticos também.
 
Mirian Costa em 01/07/2012 11:02:00
Parabens ao Campo Grande News por essa matéria que é de suma importância nesta época que se aproxima da eleição municipal.
Pena que o eleitor da grande massa talvez não tenha acesso ou não se interesse pelo assunto.
Vivemos dias onde nunca ficou tão evedênciada a manobra das elites junto as massas (pão e circo).
Parabens mesmo a vocês!
 
Antonio Marques em 01/07/2012 10:27:00
Vamos votar no candidato que apresentar o melhor plano de governo. Não seria um plano de só construir, gastar dinheiro público, e que depois não funciona. Precisamos de um plano bem amplo, que mostre algo concreto, que coloque pra funcionar de verdade o ensino público, a segurança, o transporte público, o sistema de saúde. Um plano colocado na internet para que o eleitor pudesse analisar e votar.
 
Pedro Rafael em 01/07/2012 04:15:40
é isso mesmo Antonio Marques, ratifico seu comentario
 
jose adauto do nascimento em 01/07/2012 04:14:13
Pena que boa parte do eleitorado campograndense não tenha conhecimento de informações tão importantes, uma vez que a tendência é continuar esta política maquiavélica em que a astúcia de reunir numa coligação o maior número de partidos é "quase que" certeza da vitória, assim também o continuísmo de uma administração que deixa a desejar.
 
Cícero Pereira Lima em 01/07/2012 02:03:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions