A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/11/2011 09:45

Assembleia realiza ato pedindo fim da violência e impunidade contra indígenas

Wendell Reis

A Assembleia Legislativa, representada pelo deputado Pedro Kemp (PT), realiza um ato na manhã desta sexta-feira (25), data da morte do líder indígena Marçal de Souza, para pedir o fim da violência e impunidade contra indígenas. O movimento contará com a presença de movimentos sociais, representantes da sociedade civil organizada e organizações governamentais e não governamentais.

A cerimônia acontece uma semana depois do atentado que resultou no desaparecimento do cacique Ñhanderu Nísio Gomes, em uma terra indígena Guaiviry, localizada entre os municípios de Aral Moreira e Amambai. O corpo da liderança está desaparecido desde o atentado.

Também foram convidados para a atividade deputados estaduais, federais e senadores do Estado. Ao final da cerimônia os movimentos sociais ainda assinarão um documento que deve ser enviado ao gabinete da Presidência da República, Ministério da Justiça, Conselho Nacional de Justiça, Câmara dos Deputados e Senado Federal. A “Carta em Defesa dos Povos Indígenas” vai relatar os constantes atentados contra os índios em Mato Grosso do Sul, pedindo para o Governo concluir, com agilidade, os estudos antropológicos e realizar as demarcações de terras indígenas.



Bola dentro por parte Dep. Pedro Kemp, o ato cumpriu o seu papel, de trazer a tona a vergonha que os sulmatodgorssensses devem ter por tantos assasinatos acometidos contra os índios;, desde Marçãl de Souza em 1983.
Todos sabemos que os ídios precisam de mais espaços, principalmente o povo Guarani, as demarcações não acontecem e indios (lideranças), morrem, deseparecem como "nuvens" (disse índio).
 
JAIR TERRA em 25/11/2011 03:26:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions