A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

30/12/2013 19:04

Athayde diz que Bernal irá continuar reforma administrativa para ampliar base

Leonardo Rocha
Athayde diz que Bernal precisa continuar reforma para construir maioria na Câmara (Foto: Divulgação)Athayde diz que Bernal precisa continuar reforma para construir maioria na Câmara (Foto: Divulgação)

O presidente estadual do PPS e ex-vereador, Athayde Nery, ressaltou que o prefeito Alcides Bernal (PP) irá continuar sua reforma administrativa para aumentar sua base e promover um governo de coalizão em Campo Grande.

“Está se construindo este grupo de aliados e não deve parar com os novos secretários apresentados hoje, já existem conversas com ao menos quatro vereadores e esperamos chegar aos 15 parlamentares, para ter a maioria mínima na Câmara”, afirmou ele.

Athayde havia sido indicado para assumir a Secretária de Governo, no entanto continua participando das articulações políticas nos bastidores.

“Não há como conduzir um governo sem harmonia com judiciário e legislativo, não tem sustentação, este trabalho em conjunto está previsto na Constituição”, apontou ele.

Apoio – De acordo com o ex-vereador, o apoio do senador Delcídio do Amaral (PT) nesta última semana foi primordial para fechar os acordos políticos. “Foi importante, pois deu consistência política que o prefeito precisava”.

Athayde ainda lembrou que faltam nomear os comandantes da Secretaria da Mulher e da Juventude e que esta é uma oportunidade para o Bernal trazer outros partidos. “A melhor forma de superar a crise é somar apoio, ficar neste conflito é ruim para todos”.

O prefeito Alcides Bernal (PP) apresentou hoje os novos secretários Dirceu Peters que vai para conduzir a Emha (Empresa Municipal de Habitação), Lilian Maksoud que irá comandar o IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande)  e Jean Saliba  que ficará à frente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

Lilian foi indicada pelos vereadores Jamal Salém (PR) e Paulo Siufi (PMDB), enquanto que Dirceu foi escolhido por Paulo Pedra (PDT) e Edson Shimabukuro (PTB) indicou Jean Saliba.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions