A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

29/09/2018 17:39

Atos contra e a favor de Bolsonaro se espalham pelo Brasil neste sábado

O candidato do PSL lidera as pesquisas eleitorais e saiu do hospital neste sábado

Aline dos Santos
No Rio de Janeiro, protesto contra Jair Bolsonaro lota Cinelândia. (Foto: Reprodução/TV Globo)No Rio de Janeiro, protesto contra Jair Bolsonaro lota Cinelândia. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Atos contra e a favor do candidado a presidente Jair Bolsonaro (PSL) se espalham pelo Brasil neste sábado (dia 29). Em Campo Grande, o #EleNão se renuiu na Praça Cuiabá e fez caminhada pela Orla Ferroviária. Já o#EleSim fez ato nos altos da avenida Afonso Pena. A PM (Polícia Militar) não divulgou estimativa de público.

Em São Paulo, ato contra Bolsonaro reúne multidão no Largo do Batata, com a presença de concorrentes: os presidenciáveis Marina Silva (Rede) e Guilherme Boulos (Psol) participaram. De acordo com a Folha de São Paulo, manifestantes lotaram estações de metrô que dão acesso ao local, mas a Polícia Militar não fez estimativa de público.

Conforme o G1, manifestantes paulistanos a favor do candidato do PSL começaram a se reunir por durante a manhã em frente ao Estádio do Pacaembu. Eles planejavam sair em carreata e chegar até o Parque do Ibirapuera. 

Segundo a Folha de São Paulo, o protesto do #EleNão teve apoio de artistas no Rio de Janeiro, com a concentração na Cinelândia. Os manifestantes a favor de Bolsonaro se reúnem na Praia de Copacabana.

Conforme o jornal O Globo, a estimativa é de que 38 cidades tiveram ato do #EleNão, enquanto ao menos 14 cidades registraram ato a favor de Bolsonaro.

De acordo com a Agência Brasil, a estimativa da organização é que o ato contra Bolsonaro reúne 30 mil pessoas em Brasília. Na última atualização da Polícia Militar, a mobilização tinha 5 mil pessoas.

O candidato do PSL lidera as pesquisas eleitorais, seguido por Fernando Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT). Hoje, Bolsonaro teve alta após passar 22 dias internado por ter sido esfaqueado em 6 de setembro durante um ato de campanha em Juiz de Fora (Minas Gerais).

Ato em Campo Grande a favor de Bolsonaro foi na avenida Afonso Pena. (Foto: Ricardo Campos Jr)Ato em Campo Grande a favor de Bolsonaro foi na avenida Afonso Pena. (Foto: Ricardo Campos Jr)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions