ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEXTA  28    CAMPO GRANDE 25º

Política

Azambuja libera R$ 36 milhões em emendas, maioria para saúde

Com pandemia, prefeitos querem construir hospitais e agora têm recursos em emendas parlamentares

Por Adriel Mattos | 14/07/2021 16:39
Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja. (Foto: Kísie Ainoã)
Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja. (Foto: Kísie Ainoã)

Em solenidade realizada nesta quarta-feira (14), o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), assinou a liberação de R$ 36 milhões em emendas parlamentares. A maior parte desse montante, de R$ 24,8 milhões, será repassada ainda nesta semana para a área de saúde.

Cada um dos 24 deputados estaduais pode destinar até R$ 1,5 milhão para os 79 municípios. Os recursos são advindos do FIS (Fundo de Investimento Social).

"O valor dessas emendas parlamentares vem do tesouro estadual. Me surpreendi que 72% dos R$ 36 milhões foram destinados à área da saúde. São R$ 24,8 mi para os 79 municípios que poderão aplicar essa verba na compra de suplementos, ambulância, equipamentos e até investir em melhorias nos hospitais públicos", comentou Reinaldo.

Com a pandemia de covid-19 pressionando a rede hospitalar, alguns prefeitos pediram verba para construir hospitais. “O Rudi [Paetzold, prefeito de Coronel Sapucaia] perguntou se queria realizar um sonho da cidade, que é construir um hospital. O prefeito de Terenos [Henrique Budke] disse a mesma coisa. Em Paranaíba, a prioridade é canalizar os córregos. E assim aconteceu em todas as regiões”, exemplificou o governador.

Secretário Eduardo Ridel, prefeito de Bonito, deputado Paulo Correa e governador Reinaldo Azambuja em solenidade nesta tarde. (Foto: Kisie Ainoã)
Secretário Eduardo Ridel, prefeito de Bonito, deputado Paulo Correa e governador Reinaldo Azambuja em solenidade nesta tarde. (Foto: Kisie Ainoã)

Azambuja destacou que os investimentos vão ser possíveis graças às boas condições financeiras do Estado. “A gente recuperou a capacidade do ente. Mato Grosso do Sul é maior do que nós, governos se sucedem. Quando o Estado vai bem, com as contas em dia, cumpre as obrigações, isso é importante”, afirmou.

Na tarde desta quarta-feira, solenidade na Governadoria marcou a liberação dos recursos na presença dos deputados estaduais e prefeitos.

Governador assina liberação de emendas ao lado da deputada Mara Caseiro (PSDB). (Foto: Kisie Ainoã)
Governador assina liberação de emendas ao lado da deputada Mara Caseiro (PSDB). (Foto: Kisie Ainoã)

Representando todos os parlamentares, o presidente da Alems (Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul), Paulo Corrêa (PSDB), disse que a parceria com o chefe do Executivo vem sendo primordial. “O governador é municipalista e a Assembleia é também. Temos emendas em todos os municípios. Fizemos as reformas que o governo precisava para ter os recursos para investir”, pontuou.

O prefeito de Três Lagoas, falando em nome de todos os gestores municipais, ressaltou a proximidade do governo com as cidades. “Hoje os prefeitos não vivem mais a angústia de esperar, porque o governador tem sido um ‘paizão’”, afirmou.

Os R$ 24,8 milhões da saúde serão repassados até sexta-feira (16), já o restante deverá chegar aos municípios até a próxima semana.

"Independente de ser oposição ou apoiar o governo, os 24 deputados alinharam a destinação. Ninguém faz nada sozinho. O pagamento das emendas é uma parceria com a Assembleia Legislativa, por meio de uma relação de confiança, trabalho em conjunto e responsabilidade compartilhada com os deputados, que escolhem os municípios e entidades que serão contempladas”, agradeceu Reinaldo Azambuja.

Mas nem só as prefeituras vão receber os recursos. A Apae de Campo Grande, por exemplo, receberá R$ 320 mil em emendas de seis deputados. “É um recurso importante que ajuda na manutenção da instituição, para que melhore cada vez mais o atendimento à população. Podemos fazer aquisição de equipamentos para saúde”,  disse ol presidente da entidade, Antônio José dos Santos Neto.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário