ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 22º

Política

Bernal vai depor na Processante, mas a acusa de “fraudar a lei”

Por Zemil Rocha e Helton Verão | 08/11/2013 17:25
Prefeito Alcides Bernal diz que comissão quer dar "golpe" (Foto: Cleber Gellio)
Prefeito Alcides Bernal diz que comissão quer dar "golpe" (Foto: Cleber Gellio)

Diante do anúncio da Comissão Processante da Câmara de Campo Grande de que vai ouvir seu depoimento no dia 25 de novembro, o prefeito Alcides Bernal (PP) garantiu que irá prestar os esclarecimentos, havendo a convocação oficial. “Estou à disposição. O que me pedirem, vou apresentar”, declarou esta tarde, durante a entrevista coletiva, convocada por ele, para falar sobre a redução da tarifa de ônibus para R$ 2,70.

Apesar de manifestar essa disposição, Bernal voltou a criticar a Comissão Processante, afirmando que ela “está fraudando a lei”. Não deu, porém, explicação sobre a suposta fraude. “Em vez de trabalhar, querem ficar criando problema para dar o golpe”, acrescentou o chefe do Executivo municipal.

Nesta manhã, o presidente da Comissão Processante, Edil Albuquerque (PMDB), anunciou que 11 pessoas irão prestar depoimentos. As audiências para ouvi-las começam na próxima quarta-feira, dia 13 de novembro, e terminam dia 25, com o depoimento do prefeito.

A Comissão Processante foi instaurada a pedido de dois produtores rurais, que basearam o pedido de cassação do prefeito no relatório da CPI do Calote, que apontou, principalmente, a “fabricação de emergência” para contratação de empresas amigas pela administração municipal, com a MegaServ, Salute e Jagás, cujos representantes estão entre as pessoas que serão convocadas para depor.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário