A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

15/01/2008 18:03

Bolívia aceita observadores internacionais em votações

Redação

O governo da Bolívia, país vizinho a Mato Grosso do Sul, está disposto a aceitar observadores de países e organismos internacionais em processos de votação, como os próximos referendos relativos à Constituinte e à revogação de mandato, mas impôs condições, entre elas a não interferência desses observadores.

"A política nacional é dos bolivianos e pensamos que ninguém pode intervir nos assuntos bolivianos. Ver, presenciar, disponibilizar seus bons ofícios, isso é bem-vindo, mas participar é outra coisa", afirmou ontem (14) o vice-chanceler Hugo Fernández. Segundo ele, a Bolívia está aberta "sem restrições" para que qualquer país ou pessoa veja os processos democráticos desenvolvidos no País.

A Bolívia prevê a realização de três referendos, um deles sobre a revogação de mandato proposta pelo presidente Evo Morales para ele, o vice-presidente da República e os nove prefeitos (cargo equivalente ao de governador de estado) do país. Outro é o que definirá em cinco ou dez mil hectares a área para que uma propriedade seja ou não considerada latifúndio. O terceiro é o que coloca todo o texto constitucional para aprovação ou rejeição.

(Com informações da Agência Brasil)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions