ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 13º

Política

Bolsonaro pede exclusividade em SP e MS não terá atos de apoio no dia 25

Diretório do PL em MS garantiu que não irá articular qualquer manifestação ou ato semelhante na mesma data

Por Jhefferson Gamarra | 17/02/2024 14:05
Movimento de apoiadores do ex-presidente em Campo Grande em 2022 (Foto: Henrique Kawaminami)
Movimento de apoiadores do ex-presidente em Campo Grande em 2022 (Foto: Henrique Kawaminami)

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) utilizou as redes sociais nesta sexta-feira (16) para fazer um apelo direto a seus apoiadores, pedindo que aqueles que não puderem comparecer ao ato marcado para o próximo dia 25 na Avenida Paulista, em São Paulo, evitem replicar manifestações em outras partes do país.

"Quero me dirigir às pessoas que não podem comparecer, porque moram muito longe, não têm meios, e é plenamente justificável, eu quero apelar: não façam movimentos em outros municípios. Nem de manhã e nem de tarde. Por favor. O movimento é para a Paulista, exclusivo. Não marque, repito, e não compareça a nenhum movimento fora da capital de São Paulo, fora da Paulista. Colabore conosco", suplicou Bolsonaro em vídeo publicado no X (antigo Twitter).

Atendendo à orientação do ex-presidente, o PL de Mato Grosso do Sul assegurou que não irá articular qualquer manifestação ou ato semelhante em prol de Bolsonaro no dia 25 de fevereiro. No entanto, o encontro de mulheres em Campo Grande, promovido pelo diretório da sigla em MS, um dia antes da manifestação, está mantido, com a participação confirmada da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Além de dispensar atos paralelos, Bolsonaro desencorajou a arrecadação de dinheiro através de vaquinhas e outras campanhas de captação de recursos para a manifestação. "Quem porventura esteja pedindo dinheiro para o evento, não conta com nosso apoio. Não contribua", alertou o ex-presidente.

O ato convocado por Bolsonaro na Avenida Paulista já conta com a presença confirmada de aliados de Mato Grosso do Sul. Os deputados estaduais Carlos Alberto David, o Coronel David, e João Henrique Catan, ambos do PL, garantiram participação no evento, assim como os deputados federais Rodolfo Nogueira e Marcos Pollon, também do PL. A senadora Tereza Cristina (PP), ex-ministra no governo Bolsonaro, informou que não estará presente devido a um procedimento cirúrgico que passará no dia da manifestação.

"É momento do país mostrar ao mundo o nosso patriotismo, defesa verdadeira pela democracia, por respeito aos direitos dos cidadãos e descontentamento com os rumos que a nação tem tomado depois das eleições de 2022. Com o Bolsonaro, o país cresceu, se desenvolveu, e tem amargado um caminho difícil após a sua saída, inclusive com perseguições a quem não aprove esse governo que dificulta tanto a vida da família brasileira", comentou o deputado federal Marcos Pollon, que é presidente do PL de Mato Grosso do Sul.

Nos siga no Google Notícias