A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

05/05/2015 14:16

Câmara abre CPI para investigar contas da prefeitura de Campo Grande

Lidiane Kober

A Câmara Municipal abrirá CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar as contas da Prefeitura de Campo Grande. A decisão foi tomada, na sessão desta terça-feira (5), após o vereador Paulo Pedra (PDT) reunir 10 assinaturas necessárias para aprovar a instalação da comissão.

Além de Pedra, apoiam a investigação os três vereador do PT, Thais Helena, Marcos Alex e Airton Araújo, Luiza Ribeiro (PPS), Jose Chadid (sem partido), Chiquinho Teles (PSD), Cazuza (PP), Chocolate (PP) e Eduardo Romero (PTdoB). Os dois últimos, inclusive, deixaram a base aliada do prefeito Gilmar Olarte (PP) e anunciaram independência para poder assinar o requerimento.

Autor do pedido, Pedra atribuiu à decisão por entender a necessidade de confrontar todos os números da prefeitura. Olarte alega grave crise financeira para não dar reajuste aos servidores municipais. “A Câmara precisa ficar do lado da verdade e dos servidores”, frisou.

Líder do prefeito na Câmara, Edil Albuquerque (PMDB) está tranquilo com a investigação. “Todos esses números que a prefeitura revelou passaram pela Câmara e por Diário Oficial e, de quatro em quatro meses, os secretários vem aqui e detalham as contas da prefeitura”, disse.

Ele ainda não conversou com o prefeito sobre a CPI. “Ainda hoje vou à prefeitura para discutir o assunto”, comentou. “Só achei o nome (CPI) forte, não precisava disso”, completou. Edil ainda adiantou atuar para reatrair Chocolate e Romero para a base aliada.

Com 10 assinaturas, segundo Pedra, regimentalmente a CPI está amparada. Agora, o próximo passo é publicar em Diário Oficial a instalação da comissão e escolher os cinco membros.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...


Por que será que os outros vereadores no querem CPI para investigar o que está acontecendo em nossa cidade? São os mesmos que articularam a queda do prefeito anterior, o povo começa a desconfiar que a política do rabo preso está imperando entre os chamados "nobres pares".
 
Gilms em 05/05/2015 18:14:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions