A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

27/04/2015 18:37

Câmara cria comissão com movimentos sociais para acompanhar caso de exploração

Antonio Marques
Entidades se reúne com vereadoras para pedir a cassação do vereador Alceu Bueno (Foto: Alcides Neto)Entidades se reúne com vereadoras para pedir a cassação do vereador Alceu Bueno (Foto: Alcides Neto)
Daniela Duarte, do Comcex, defende punição rigorosa ao vereador envolvido com exploração sexual (Foto: Alcides Neto)Daniela Duarte, do Comcex, defende punição rigorosa ao vereador envolvido com exploração sexual (Foto: Alcides Neto)
Gabinete permaneceu fechado o dia todo. Ninguém tem notícia do vereador, apesar de ser o assunto na Casa (Foto: Alcides Neto)Gabinete permaneceu fechado o dia todo. Ninguém tem notícia do vereador, apesar de ser o assunto na Casa (Foto: Alcides Neto)

Pelo menos 30 representantes dos movimentos sociais dos direitos da mulher e de enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes estiveram, na tarde de hoje (27), com a Procuradora Especial da Mulher da Câmara Municipal, a vereadora Carla Stephanini (PMDB), para reiterar a cobrança de maior rigor na apuração do caso que envolve o vereador Alceu Bueno (PSL). Na ocasião foi criada uma comissão para acompanhar os trabalhos na Casa.

As entidades apresentaram às vereadoras Carla Stephanini e Thais Helena (PT) um nota de repúdio, aprovada pelas participantes, exigindo a cassação do mandato do vereador Alceu Bueno; a inclusão das adolescentes e suas famílias no Programa de Proteção à vida; defesa técnica jurídica qualificada; fiscalização permanente por parte da Defensoria Pública das medidas aplicadas pela Justiça da Infância.

A representante do Comcex (Comitê Estadual de Enfrentamento à Exploração Sexual), Daniela de Cassia Duarte, considerou importante a iniciativa da vereadora em reunir as entidades para acompanhar a apuração dos fatos. “Temos que unir forças neste momento e cobrar rigor na punição. Não podemos aceitar que os operadores do direito sejam os violadores”, afirmou, referindo-se ao envolvimento de um vereador, autoridade que deveria proteger a sociedade.

A vereadora Stephanini afirmou que a Câmara deve agir com rigor na apuração e punição do colega indiciado por exploração sexual de adolescente. “Espero que o presidente Mário Cesar encaminhe o pedido de abertura da Comissão Processante o mais breve possível. Esse caso nos deixou constrangidos e perplexos. Temos que dar uma resposta à altura da gravidade dos fatos”, destacou.

Nessa segunda-feira, o gabinete do vereador permaneceu fechado e ninguém na Casa tinha informações sobre o edil, que é o assunto em todas as rodas de conversa. A possibilidade de renúncia de Alceu Bueno a qualquer momento é algo cogitado entre seus pares.

As representantes das entidades que participaram da reunião vão acompanhar a sessão desta terça-feira na Câmara Municipal com a expectativa de que a Comissão Processante seja criada e inicie os trabalhos que deve resultar na cassação de Alceu Bueno.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions