A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/04/2015 18:11

Acusado de ser mentor de exploração sexual é preso na casa da mãe

Flávia Lima
Fabiano Otero foi preso na casa de sua mãe neste domingo. (Foto:Polícia Civil)Fabiano Otero foi preso na casa de sua mãe neste domingo. (Foto:Polícia Civil)

A terceira pessoa relacionada ao caso de escândalo sexual que envolve o vereador Alceu Bueno (PSL) foi preso na tarde deste domingo (26) por policiais do SIG/DPC (Serviço de Investigações Gerais da Polícia Civil). Fabiano Viana Otero, considerado mentor na rede de exploração sexual e extorsão foi detido na casa da mãe, localizada no bairro Santa Emília, na Capital.

A prisão ocorreu após denúncia anônima. Havia um mandado de prisão contra Fabiano, que estava foragido. De acordo com o delegado Alberto Luiz Carneiro da Cunha Miranda, da Depac Piratininga, para onde Fabiano foi encaminhado, não houve resistência a prisão.

Ele será encaminhado para a Denar, onde ficará preso até esta segunda-feira (27), quando deverá ser ouvido pelo delegado da DPCEA (Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente).

Além do vereador Alceu Bueno, o ex-deputado estadual Sérgio Assis (PSB) também é citado em inquérito aberto pelo delegado Paulo Sérgio Lauretto para investigar suposto esquema de exploração sexual de adolescentes. A polícia teria vídeos de sexo dos dois políticos com jovens de 15 anos.

O caso começou a ser desvendado pela polícia a partir de um Boletim de Ocorrência, registrado pela mãe de uma das adolescentes, em Coxim. A menor foi encontrada, dia 23 de março, na casa de Fabiano, com outra menina de 15 anos, que revelou o esquema a uma conselheira tutelar.

Segundo a adolescente, ela saiu com o Alceu Bueno dias 21 e 22 de março. O encontro foi orquestrado por Fabiano e Luciano Roberto Pageu, dono da empresa Grupo Altar, responsável por organizar eventos religiosos. Justamente por ser proprietário da empresa, Pageu tinha contatos de políticos e outros empresários. Com a agenda em mãos, via WhatsApp, Fabiano se fazia passar pelas adolescentes e marcava os encontros.



tem muita gente envolvida neste lixo. Gente grande, conhecidos pela cidade. Vamos torcer pra policia conseguir chegar e pegar todos envolvidos, com certeza vai precisar de muito esforço. Vamos denunciar quem souber de algo ou desconfiar. deixa a policia trabalhar e investigar.
 
LUCIANO MARQUES em 27/04/2015 08:34:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions