A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

22/11/2011 08:10

Câmara vota hoje projeto que proíbe bebida nas ruas da Capital

Wendell Reis

A sessão da Câmara Municipal de Campo Grande promete ser polêmica nesta terça-feira (22). Isso porque a Casa deve votar o Projeto de Lei Complementar 311/11, que acrescenta novo dispositivo ao Código de Policia Administrativa do Município, proibindo o consumo de bebidas alcoólicas em aglomerações que provoquem tumulto nas vias públicas da cidade.

A Câmara realizou uma audiência pública para discutir o polêmico assunto na sexta-feira (18). Embora tenha muita gente que é contra o projeto, isso não ficou evidenciado no dia da audiência. Na ocasião, a maioria dos relatos era de pessoas favoráveis ao projeto.

Entre os que reclamaram da bagunça estão os vizinhos de conveniências, que fizeram relatos emocionados, dizendo que precisam dormir, e profissionais da Saúde, acreditando que o projeto deve contribuir para a redução dos acidentes e, consequentemente, para diminuir a superlotação nos hospitais.

O projeto prevê multa que varia de R$ 200 a R$ 1000 para as pessoas que fizerem bagunça nas ruas. Além da multa, quem desrespeitar a lei pode receber advertência e prestar serviços a comunidade. Já o empresário que permitir o consumo de bebidas nos postos de combustíveis e conveniências da Capital pode receber multa que varia de R$ 300 a R$ 1,5 mil, bem como receber advertência, suspensão do funcionamento por 30 dias e até a cassação do alvará.



É assim mesmo, não conseguem controlar e proíbem, bando incompetentes e corruptos, "querem controlar mais são todos descontrolados". Vai segurando ai rapaziada,que só tem a piorar.
 
Jonas Pedro Teixeira Silva em 22/11/2011 12:29:54
Essa conversa toda só porque apareceu na televisão. Tanto problema mais importante pra se resolver pela cidade. Ficam ai com essa hipocrisia. Chamar quem bebe de desocupado é no mínimo falta de utilizar o cérebro pra algo útil senão acompanhar a vida alheia. Eu não bebo em posto ou em conveniência, mas me utilizo desses comércios quando faço ou vou à festas e não faço bagunça pra isso agora querem que feche...e os postos de saude onde todos os dias tem gente morendo por falta de atendimento e os vereadores nao discutem isso mais aparecer na tv eles sao os mocinho....fica aqui minha indignaçao...faça uma enquete peça para os donos das conveniencias achar outra soluçao que tambem nao afete os moradore ao seu redor..
 
JOAQUIM CARVALHO em 22/11/2011 12:06:04
TENHO UMA PERGUNTA?COM TANTAS PROIBIÇOES QUE O LEGISLATIVO ESTA IMPONDO AONDE OS JOVENS PODERAM IR PARA SE DIVERTIR E CLARO SEM EXAGEIROS..TEM O TAL AUTODROMO MEU FILHO JA FOI LA ALEM DE MUITO LONGE PARA O CARRO ENTRAR SAO 30 REAIS E MAIS 10 POR PESSOA...NO FINAL DO EVENTO A POLICIA FICA NA BR PARANDO TODO MUNDO E PROCURANDO QUALQUER ERRO NO CARRO PARA PODER MULTA-LO ASSIM NINGUEM VAI ...
 
LARISSA SILVA em 22/11/2011 12:05:19
TENHO UMA PERGUNTA?COM TANTAS PROIBIÇOES QUE O LEGISLATIVO ESTA IMPONDO AONDE OS JOVENS PODERAM IR PARA SE DIVERTIR E CLARO SEM EXAGEIROS..TEM O TAL AUTODROMO MEU FILHO JA FOI LA ALEM DE MUITO LONGE PARA O CARRO ENTRAR SAO 30 REAIS E MAIS 10 POR PESSOA...NO FINAL DO EVENTO A POLICIA FICA NA BR PARANDO TODO MUNDO E PROCURANDO QUALQUER ERRO NO CARRO PARA PODER MULTA-LO ASSIM NINGUEM VAI ...
 
LARISSA SILVA em 22/11/2011 12:05:04
tire uma duvida ;essa nova lei de venda de bebidas vai valer aqui para os bares da afonso pena e regiao central???pois os memos tambem utilizam_se de aparelhos sonoros e musicas ao vivo todos os finais de semana pois moro em predio bem ao lado de um desses bares!!!!a policia passa em frente e nunca para!!ou esta lei so vai atingir a populaçao la da periferia?????desde ja obrigado
 
MARCIO CABRAL em 22/11/2011 12:02:10
eu sou trabalhador, particularmente gosto de tomar uma cervejinha antes de voltar pra casa pra relaxar, pago os impostos cobrados, será que vou ter que pagar mais um imposto pra tomar uma cerveja que seja no posto de combustível ou numa conveniencia??ou sera que vou ser multado com esta nova lei...
 
MARCELO PAIVA em 22/11/2011 12:01:20
sou dona de conveniencia,em sao gabriel do oeste e euacho que quem nao quer barrulho deve morar na fazenda,pensas no sussego,e tambem discordo de certas opinioes,nem todos os lugares que vende bebida sao problemas,acho que os politicos devem em pereocupar-se com a onda d violencia, e falo mesmo,ta errado,deixa nos trabalhar ok
 
SANDRA CRISTINA em 22/11/2011 12:00:27
SO O QUE FALTAVA MESMOI AGORA VAI SO FALTA POR O TOQUE DE RECOLHER APARTIR DAS DEZ....GENTE MORENDO NOS POSTOS DE SAUDE ISSO ELES NÃO OLHAM MAS FICAR QUERENDO APARECER NA TV E PROIBINDO O POVO DE TUDO ELES QUEREM E OUTRA DUVIDO SE VAI VALER PARA AS CONVENIENCIAS E BARES AQUI DO CENTRO TAMBEM????
 
marcio ajala em 22/11/2011 11:55:57
Concordo com o projeto de lei. Existem também ambulantes oferecendo bebidas em frente à casas noturnas da capital. Não oferecem segurança nenhuma aos clientes, não pagam impostos, e muitos ainda roubam energia elétrica dos postes.
 
Thiago Coutinho em 22/11/2011 11:47:20
Acoisa mais facil é criar Leis o dificil é faze la cumprir, sem presença do poder publico viram leis mortas. A exemplo a Lei das filas em bancos existe só no papel. No caso das conveniencias que deveriamos contar com rondas policias pra nos dar segurança coibir permanencia de menores e sons automotivos, fogem do controle do comerciante, aliás essa atitude oferece risco ao comerciante.
 
EDILSON PEREIRA DA SILVA em 22/11/2011 11:41:19
Realmente....Do que adianta aplicar multa e não ter destino certo para o dinheiro??? Hospitais precisando de leitos....tanta coisa ruim em Campo Grande...
 
Carol Castro em 22/11/2011 11:26:00
Campo Grande ficara conhecida como a capital mais pacata e morta do Brasil,tem q ter conscientização nao proibição.
 
eduardo serra em 22/11/2011 10:54:58
Parabens pelo progeto de lei complementar 311/11 que não sei de quem é a autoria.Se aprovado tem que fazer comprir, não ficar no esquecimento como está a Lei ceca.
 
Valmir José Daniel Silva em 22/11/2011 09:57:32
Mais uma vez a pergunta, se aprovado haverá fidcalização da Lei? Pois há mais de três anos convivo com um bar irregular e apesar de ter procurado as autoridades competentes nada foi feito. Legislar me parece fácil, executar está me parecendo algo impossível, fala-se em cassar alvarás de funcionamento, mas cassar o quê se muitos estabelecimentos não o tem e funcionam assim mesmo.
 
Rosangela Mello em 22/11/2011 09:20:37
Que seja estipulado em Lei o destino dessas multas para o bem da população. Eu espero que seja aprovada por unanimidade. SEmpre se cria multa de algo e não falam para onde vai a grana, fica estranho ou combina com o comportamento político atual.
 
luiz alves pereira em 22/11/2011 08:50:56
O que falta é um código de obras e posturas eficiente, fiscalização, respeito e educação, mas se nem fechar os bares e "conveniências não sei pra quem" irregulares os poderes constituídos conseguem....por que não cumprir as leis já existentes? Sensacionalismo não vai resolver nada, perde a comunidade qure continua com os mesmos problemas e perde os omerciantes que agem dentro da lei.
 
Rosangela Mello em 22/11/2011 02:18:11
É incrível a capacidade do ser humano em deturpar as coisas, eu não tenho nada contra bares e conveniências que funcionam regularmente, dentro da lei, dão emprego e pagam impostos, mas daí a aceitar badernas na minha porta, que eu pago imposto e os donos do "estabelecimento" não estão nem aí e ainda ter que ouvir que quem quer sossego tem que morar em fazenda....dá pra comentar ?
 
Rosangela Mello em 22/11/2011 02:14:24
Quem fala que é contra esta lei..é porque não mora perto de uma conveniencia,não sabe o que fala. Queria ver se tivesse gente ("animais") todos os dias urinando na porta de sua casa,estando voce ou sua familia perto ou não,e tem uma senhora que escreveu que quem quer silencio tem que morar na fazenda,que a cidade vai ficar morta,etc....O seu direito vai até onde começa o do próximo ! Aprendam !!!
 
José Mauro em 22/11/2011 01:46:16
“Preciso dormir”, implora aos prantos vizinha de conveniência no Guanandi
Uma moradora do bairro Guanandi, em Campo Grande, se emocionou bastante durante a audiência pública realizada nesta manhã (18) para debater o polêmic...
Câmara realiza audiência para debater proibição do consumo de bebida
A Câmara Municipal de Campo Grande realiza uma audiência pública nesta sexta-feira (18), às 9 horas, para debater o polêmico projeto que pretende pro...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions