A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

18/07/2016 11:24

Candidato a vereador, Marçal Filho será “puxador de votos" do PSDB

Depois de anunciar que abandonaria a política, radialista douradense decidiu se candidatar a uma cadeira que ocupou na década de 90

Helio de Freitas, de Dourados
Marçal Filho será candidato a vereador em Dourados (Foto: Eliel Oliveira)Marçal Filho será candidato a vereador em Dourados (Foto: Eliel Oliveira)

Radialista carismático e líder de audiência na cidade, o ex-deputado federal Marçal Filho é a esperança do PSDB para fazer uma grande bancada de vereadores nas eleições deste ano em Dourados, município a 233 km de Campo Grande.

Depois de cumprir dois mandatos de deputado federal e não conseguir se reeleger em 2014, Marçal chegou a anunciar, no microfone de sua rádio, a 94 FM, que nunca mais disputaria um cargo político, mas bastou a campanha chegar para mudar de ideia.

Nesta segunda-feira, Marçal afirmou ao Campo Grande News que sua pré-candidatura a uma das 19 vagas no Legislativo douradense está confirmada e espera apenas a convenção do PSDB para ser oficializada.

Ele já foi vereador em Dourados na década de 90 e deixou o mandato para assumir a vaga de André Puccinelli (PMDB) na Câmara Federal, que havia sido eleito prefeito da Capital, em 1996.

Puxador de voto – A candidatura de Marçal a uma vaga de vereador é estratégica para o PSDB, que voltará a disputar a prefeitura de Dourados neste ano tendo como candidato o deputado federal Geraldo Resende.

Se o radialista receber uma expressiva votação, pode ajudar a eleger outros tucanos, através do voto de legenda, como já ocorreu em várias situações da política nacional. O deputado federal Tiririca, por exemplo, garantiu votos para ele e ainda ajudou a eleger mais dois do PR, em 2014.

Queria disputar prefeitura – Apesar de ser peça-chave do PSDB para fazer uma bancada forte de vereadores na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, Marçal Filho queria mesmo era disputar a prefeitura de sua terra natal, mas perdeu a vaga para Geraldo Resende.

Em, 2012, Marçal Filho tentou ser candidato a prefeito pelo PMDB, mas a candidatura própria foi derrotada na convenção. O partido decidiu se coligar com o prefeito e candidato à reeleição, Murilo Zauith (PSB).

Em protesto contra a decisão do PMDB, Marçal apoiou a também radialista Keliana Fernandes, então sua mulher, que saiu candidata pelo PSC, mas perdeu a eleição para Murilo.

Em 2015, após Reinaldo Azambuja assumir como governador, Marçal Filho se filiou ao PSDB e anunciou que entrava no partido para ser candidato a prefeito.

Entretanto, ainda no ano passado, Marçal Filho perdeu a condição de pré-candidato a prefeito para o deputado federal Geraldo Resende, que deixou o PMDB e se filiou ao partido de Reinaldo Azambuja. De imediato, Resende foi anunciado como pré-candidato e atualmente busca apoio de outros partidos para disputar a eleição.

No mês passado houve especulações de que Marçal seria candidato a vice de Geraldo Resende, mas o deputado tratou de desmentir a informação: “Jamais seria candidato a vice do Geraldo. Serei candidato a vereador”.

Fazer o melhor – Perguntado sobre o motivo de disputar a eleição de vereador, Marçal disse não ver demérito em concorrer a uma cadeira no Legislativo.

“Entendo que qualquer função em que esteja, você pode ajudar sua cidade, desde que faça o melhor, exerça bem o mandato. Com a minha experiência, posso contribuir muito com a minha cidade. Qualquer função é importante se for bem exercida”, afirmou o ex-deputado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions