A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/02/2009 10:04

CLJR da Câmara de Campo Grande tem estréia improdutiva

Redação

Com novos vereadores, a CLJR (Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final) - a mais importante da Câmara Municipal de Campo Grande - teve sua estréia em 2009, nesta segunda-feira, com uma pauta minguada e sem votação de projetos.

Realizada no novo plenário, o Edroim Revertido, a reunião foi a primeira da CLJR aberta ao público, mas não atraiu ninguém. A exceção ficou por conta dos funcionários da própria Câmara e do presidente da Casa, Paulo Siufi (PMDB).

A pauta de votações contava com quatro projetos, sendo que um deles foi retirado pelo autor, Alcides Bernal (PP). Outros dois projetos, de lei complementar números 214/09 e 215/09, sequer foram avaliados. Segundo o presidente da comissão, Airton Saraiva (DEM), os projetos de lei complementar devem ser avaliados somente depois pela comissão porque poderão receber emendas.

A única discussão girou em torno do PL 6593/09, de Paulo Siufi, que autoriza a Prefeitura a instituir o Programa de Conscientização do Consumo Abusivo de Bebidas Alcoólicas em Campo Grande. O vereador Lídio Lopes (PP) foi designado relator.

Mesmo não sendo polêmica, a proposta terá que passar por outras comissões e por audiência pública, segundo Saraiva. O presidente da comissão também tratou de justificar a falta de rendimento da comissão na estréia. Segundo ele, não existe grande demanda pelo fato do ano estar no início.

Os projetos são arquivados de um ano para outro e só podem tramitar se forem reapresentados pelos autores. "Estamos só no começo", afirmou Saraiva.

Luxo - A CLJR irá se reunir sempre às segundas, às 9 horas, no novo plenário. O espaço, que custou R$ 37 mil, conta com 68 lugares, sistema de som e de vídeo conferência e galeria dos 45 presidentes que dirigiram a Mesa Diretora do Legislativo desde 1903.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions