ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEXTA  05    CAMPO GRANDE 22º

Política

Com 11 mudanças na Câmara, PSD foi quem mais ganhou na janela

Termina hoje (3) o prazo para mudança de partidos na janela, que foi aberta no dia 5 de março

Por Leonardo Rocha | 03/04/2020 18:29
 Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Com nove mudanças de partidos entre os vereadores da Capital, o PSD foi a legenda que mais ganhou na janela partidária, com três novos integrantes. Agora a bancada conta com cinco parlamentares. O período para troca de siglas termina hoje (03), em todo Brasil.

O PSD teve a aquisição dos vereadores Valdir Gomes, que antes estava no PP, Odilon de Oliveira Júnior, eleito pelo PDT e Otávio Trad, antes parlamentar do PTB. Este trio se junta a Handerson Fritz e Chiquinho Telles, que já eram da legenda.

Já o PSDB conseguiu três novos vereadores: Júnior Longo, que antes era do PSB e Ademir Santana, eleito pelo PDT e Cida Amaral. A bancada tucana continua sendo a maior com 8 representantes, mesmo tendo perdido André Salineiro, que na última hora se filiou ao Avante.

O MDB conseguiu manter Loester Nunes e Wilson Sami, tendo a aquisição de Darleng Campos, que saiu do PP. Ela inclusive foi a primeira a divulgar a mudança na janela. Sua filiação teve a participação do ex-governador André Puccinelli (MDB).

Já Willian Maksoud deixou o PMN e foi para o PTB. A legenda tinha perdido Otávo Trad, mas conseguiu outro representante. Como já era aguardado, Eduardo Cury deixou o Solidariedade e seguiu para o Democratas.

Entre os que perderam representantes está o PSB, que teve uma baixa (Ademir Santana), mesma situação do PP (Darleng Campos) e do Solidariedade (Eduardo Cury).

Já o Republicanos continuou com dois representantes (Roberto Santana e Gilmar da Cruz), mesmo cenário do PT que manteve um vereador (Airton Araújo), assim como a Rede (Eduardo Romero). O Pros perdeu um representante (Cida Amaral).

O vereador Vinícius Siqueira trocou o DEM pelo PSL. Segundo ele a mudança foi feita dentro do prazo previsto pela legislação eleitoral, no entanto preferiu anunciar a mudança só depois que a janela se fechou.

A janela partidária foi aberta no dia 5 de março, seguido até hoje (3), apenas para os vereadores, já que neste ano a eleição é municipal. Este período permitiu a troca de legendas, sem que os parlamentares tivessem risco de perder o mandato, por infidelidade.

Atualizada dia 07/04, às 19h30,  para acréscimo de informação.