A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

07/06/2011 12:18

Com eleição suspensa, Acrissul aguarda decisão para definir nova data

Fabiano Arruda

A diretoria da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) informou, nesta terça-feira, que aguarda decisão da Justiça para definir os próximos passos, como a definição de nova data, para a eleição da entidade, antes prevista para hoje.

Duas decisões anteriores confirmaram a paralisação do processo por entender que a chapa encabeçada pelo atual presidente, Francisco Maia, tem vantagens, como o conhecimento da lista dos eleitores, o que não ocorre com a oposição, que reclama ter negado o acesso a essas informações.

Maia afirma que não há mais possibilidade de o processo eleitoral ocorrer hoje. “Como a questão está sob decisão judicial, vamos aguardar. Muitos sócios, de outros estados e de cidades do interior, estiveram na Acrissul, mas foram embora. A eleição se torna inviável até por conta disto”, declarou.

Maia considera prejudicial a prorrogação da votação. Para ele, a chapa adversária “foge do debate”. “Uma disputa longa gera discussão e pode criar desentendimentos. Não é saudável”, comentou.

Procurado pelo Campo Grande News nesta manhã, José Lemos Monteiro, o Zeito, adversário de Maia na disputa, disse que não poderia falar, pois estava numa reunião.

Pendenga - A juíza da 7ª Vara Cível, Gabriela Müller, decidiu pela suspensão da eleição na Acrissul sob argumento de que a composição da comissão eleitoral por Francisco Maia foi extemporânea, uma vez que se deu apenas no dia 28 de maio, enquanto o edital com as regras do processo eleitoral saiu no dia 18 de maio e deveria ser concomitante à composição da comissão.

A chapa “Força do Agronegócio”, encabeçada Zeito, ingressou com ação cautelar e pedido de liminar alegando que a atual diretoria iniciou o processo eleitoral em desacordo com o estatuto da entidade, sem constituir comissão eleitoral.

“Pedimos tudo insistentemente. Quase imploramos ao senhor Francisco Maia. Com a proximidade da eleição tive de adotar medidas judiciais cabíveis e necessárias”, disse Zeito na semana passada.

Havia um debate marcado para o último domingo entre os candidatos na TV MS Record (canal 11), mas, o debate também foi suspenso.

A eleição é disputada pela chapas “Gestão e Produção” e “A Força do Agronegócio”. A briga envolve 800 associados e um patrimônio total de 60 milhões, sendo cerca de 5 milhões de faturamento por ano.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions