A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

03/05/2017 12:53

Com fim da reforma, Assembleia promete chamar aprovados em junho

Leonardo Rocha
Assembleia vai começar a chamar concursados em junho (Foto: Victor Chileno/ALMS)Assembleia vai começar a chamar concursados em junho (Foto: Victor Chileno/ALMS)

Com o fim da reforma interna da Assembleia, a expectativa é que o legislativo comece a chamar os aprovados do seu 1° concurso, a partir do dia 1° de junho, quando se inicia a nova folha de pagamento. Foi o que garantiu o presidente da Casa de Leis, o deputado Júnior Mochi (PMDB).

Ele explicou que com a reforma interna e novos cargos em vigor, o legislativo vai homologar o resultado final do concurso neste mês, e logo se reunir com as diretorias e secretarias, para definir quantos aprovados serão chamados nesta primeira remessa.

"Faremos uma reunião com os deputados ainda nesta semana, para avaliar as mudanças no setor administrativo, para depois definirmos com cada chefe de setor, quais as nossas principais necessidades, assim teremos a primeira chamada do concurso", disse Mochi.

O presidente explicou que em função da folha de pagamentos, esta primeira chamada deve ocorrer no início de junho. "Até o fim do mês definimos quantos serão chamados e depois daremos o início as nomeações". O 1° secretário da Casa de Leis, o deputado Zé Teixeira (DEM) já adiantou que a expectativa é chamar 40 (aprovados) e o restante até dezembro.

O 1° concurso da história da Assembleia abriu 80 vagas para diferentes cargos técnicos, para nível médio e superior. Para isto, o legislativo promoveu um programa de aposentadoria incentivada, que teve a adesão de mais de 100 funcionários, possibilitando esta nova turma de trabalho.

Reforma - A Assembleia também promoveu uma reforma administrativa, que reduziu de 250 para 200 os cargos em comissão, no entanto a direção já divulgou que destes serão preenchidos apenas 150. Além disto diminuiu de 52 para nove nomenclaturas, com funções específicas para cada servidor.

Além de tornar o trabalho mais efetivo e transparente, a Assembleia pretende economizar R$ 300 mil por mês, com previsão de R$ 4 milhões ao ano, com estas mudanças administrativas. Também foi instalado ponto eletrônico, para fiscalizar a frequência dos servidores vinculados às diretorias, já os assessores de gabinete, terão o controle feito pelos deputados.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions