A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

01/07/2016 14:48

Com mesmo discurso, Bernal entrega UBS e promete escrituras para 3 mil famílias

Prefeito corre contra o tempo para inaugurar e participar do máximo eventos possíveis antes do período eleitoral

Anahi Zurutuza e Alberto Dias
Bernal repetiu mesmo discurso em três agendas (Foto: Cesar Krugel/PMCG)Bernal repetiu mesmo discurso em três agendas (Foto: Cesar Krugel/PMCG)

Repetindo os mesmos temas tratados nas agendas públicas de quarta-feira (28) e ontem (30), na manhã desta sexta-feira (1), o prefeito Alcides Bernal (PP) deu seguimento à “corrida contra o tempo” para inaugurar obras e lançar projetos antes do período eleitoral. A partir de amanhã (2), as entregas de obras e eventos públicos estão proibidos.

O chefe do Executivo municipal aproveitou o público para comemorar que está de volta ao mandato há dez meses, contados depois de ficar afastado por um ano e cinco meses por ter o mandato cassado pela Câmara Municipal, processo que ele chama de “golpe”.

Durante a posse de conselheiros regionais, o lançamento de programa de regularização fundiária e entrega da obra de uma unidade de saúde, Bernal ainda fez questão de falar sobre a polêmica dos uniformes escolares, que começaram a ser entregues para os 101 mil alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino) só no mês passado e cuja qualidade foi questionada por pais de estudantes pelo fato de serem “made in Paraguai”. “São de qualidade”, reiterou durante os discursos.

Conselheiros - Às 8h, o prefeito deu posse a 254 conselheiros eleitos, entre titulares e suplentes, em cerimônia no Centro de Convivência do Idoso Vovó Ziza. As lideranças que iniciam no dia 3 de julho a gestão 2016-2018, conforme a assessoria de imprensa da prefeitura.

Durante a solenidade, Bernal destacou a importância do trabalho dos líderes comunitários como forma de aproximar a comunidade junto à administração pública.

Habitação – Na ocasião, também foi lançado programa de regularização fundiária de 2.958 áreas da Capital. Segundo o diretor-presidente Emha (Agência Municipal Habitação), que conduzirá os processos, já em julho famílias receberam as escrituras de seus imóveis ou terrenos, ocupados irregularmente.

Bernal classificou o dia como histórico, pelo fato de “dar segurança” a quase 3 mil famílias em relação ao local onde vivem. “É oportunidade das famílias se libertarem, terem a segurança de ter seus terrenos e casas em seu nome, longe de interesses políticos”, declarou.

Ao todo foram anunciadas a regularização imobiliária e contratual de 1.824 unidades nos empreendimentos José Terel Filho (362 unidades), Oscar Salazar Moura da Cruz (30 unidades), Leon Denizart Conte (1.007 unidades), Entroncamento (26 unidades), Jardim Inápolis (32 unidades), Distrito de Anhanduí (32 unidades), Jardim Noroeste (196 unidades) e Parque Iguatemi (139 unidades), ainda segundo a assessoria de comunicação.

A regularização de terrenos será para moradores de seis áreas ocupadas ilegalmente na Capital há décadas, nos bairros Estrela Dalva, Nova Conquista, Bosque da Esperança, Jardim Futurista, Nova Esperança e Sayonara.

O prefeito encerrou as agendas públicas da manhã às 10h, inaugurando unidade de saúde no bairro Ana Maria do Couto – na região noroeste de Campo Grande.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions