A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

05/08/2016 09:51

Com PT fora, convenções definem mais três candidatos a prefeito hoje

Reinaldo Azambuja vem à noite na convenção que vai homologar a candidatura de Geraldo Resende; PR define Délia Razuk e PMDB homologa Renato Câmara com apoio do PT e Pros

Helio de Freitas, de Dourados
Délia Razuk vai ser homologada candidata pelo PR (Foto: Divulgação)Délia Razuk vai ser homologada candidata pelo PR (Foto: Divulgação)
Geraldo Resende será o candidato do PSDB (Foto: Divulgação)Geraldo Resende será o candidato do PSDB (Foto: Divulgação)
Renato Câmara vai disputar pelo PMDB (Foto: Divulgação)Renato Câmara vai disputar pelo PMDB (Foto: Divulgação)

Mais três candidaturas a prefeito de Dourados devem ser homologadas nesta sexta-feira (5), último dia do prazo estipulado pela Justiça Eleitoral para a realização de convenções. PR, PSDB e PMDB definem seus nomes para postular a cadeira ocupada atualmente por Murilo Zauith (PSB). A cidade terá cinco candidatos a prefeito. Psol e PP já fizeram convenção.

Outras legendas também fazem convenção hoje, para aprovar coligações e definir chapas de candidatos a vereador na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul. Entre elas está o DEM, do deputado estadual Zé Teixeira, que vai se coligar com o PSDB.

PT fora – Ontem à noite, o PT decidiu que não terá candidato próprio. Durante o encontro que antecede a convenção, os delegados do partido decidiram, por 56 votos a 50, abandonar a ideia de lançar o ex-reitor da UFGD Damião Duque de Farias como candidato a prefeito e aprovaram a coligação com outra legenda.

A maior possibilidade é que o PT se alie ao PMDB, que terá como candidato a prefeito o deputado estadual Renato Câmara. Na convenção de hoje à tarde, com a participação dos membros de executiva, os petistas vão decidir no voto se aprovam a coligação com o candidato peemedebista.

O presidente municipal do PT, vereador Dirceu Longhi, disse que o partido deve mesmo ficar no palanque de Renato Câmara. “Faltou estrutura para lançar candidatura própria, além de um número suficiente de candidatos a vereador para compor a chapa”, afirmou.

“Tínhamos duas possibilidades de coligação, uma com a Délia Razuk e outra com o Renato, mas como não há mais tempo de se coligar com o PR, a tendência é o PT se coligar com o PMB”, declarou Dirceu Longhi ao Campo Grande News.

PMDB - A convenção do PMDB será às 19h na Aced (Associação Empresarial de Dourados). Nesta semana, com a desistência do vereador Marcelo Mourão de concorrer à prefeitura, Renato Câmara ganhou o apoio do PRP e surgiu a possibilidade de a legenda indicar o ex-vereador Laudir Munaretto como candidato a vice do peemedebista.

Entretanto, com a adesão do Partido dos Trabalhadores na coligação, a vaga pode ficar com um petista.

PSDB – A convenção do PSDB começa às 16h na Câmara de Vereadores de Dourados e segue até 19h. O partido vai homologar a candidatura a prefeito do deputado federal Geraldo Resende. O governador Reinaldo Azambuja confirmou presença e deve chegar ao local por volta de 18h.

Geraldo deixou o PMDB e entrou no PSDB na janela partidária, em março deste ano, e tomou a vaga de candidato a prefeito do ex-deputado federal Marçal Filho, que vai se candidatar a vereador. Será a primeira vez que um ex-deputado federal disputa eleição do Legislativo douradense.

Pelo menos até agora, o candidato a vice-prefeito na chapa de Geraldo Resende deve ser o arquiteto e policial civil Rogério Yuri Kintschev Farias, indicado pelo PSB.

PR – O Partido da República faz convenção às 16h e vai confirmar a candidatura da vereadora Délia Razuk, que administrou o município por quatro meses, em 2010, após a prisão do então prefeito Ari Artuzi (morto em 2013).

O vice de Délia Razuk será o empresário e pecuarista Marisvaldo Zeuli, ex-presidente do Sindicato Rural de Dourados, filiado ao PPS.

Pros – O Partido Republicano da Ordem Social também faz convenção nesta sexta, mas não deve lançar candidatura própria à prefeitura de Dourados. A tendência é que o partido se alie ao PMDB de Renato Câmara.

Até ontem, o advogado Elízio Brites aparecia como pré-candidato, mas o fato de o nome dele ainda aparecer nos registros do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) ainda como filiado ao PSDB impede a candidatura.

Outros dois candidatos a prefeito já tinham sido oficializados. No dia 24 de julho o Psol confirmou o professor Ênio Ribeiro como candidato e na quarta-feira o PP homologou a candidatura de Wanderlei Carneiro, que terá como candidato a vice o empresário Benjamin Barbosa (PSL).

Câmara vai homenagear 84 pessoas em sessão do aniversário de 118 anos
A Câmara Municipal de Campo Grande vai homenagear 84 pessoas em sessão solene na próxima quarta-feira (dia 23). Na ocasião, a partir das 19h, serão ...
Moreira Franco: MP das Rodovias dará segurança jurídica e resolverá problemas
O ministro da Secretaria Geral da Presidência, Moreira Franco, afirmou que a MP das Rodovias vai garantir condições de investimento nas concessões at...
Puccineli quer candidato de consenso a presidência do PMDB em MS
Só se for sem disputa. É assim que o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), quer disputar o comando da legenda no Estado, nas ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions