A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/03/2012 18:43

Confederação divulga lista dos prefeitos “inimigos da educação”

Elverson Cardozo

Mato Grosso do Sul aparece na lista com 35 nomes, incluindo a Capital

A CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) divulgou a lista dos prefeitos “inimigos da educação”, que não cumprem a lei do piso nacional do magistério e implantação de 1/3 de hora-atividade. Entre os gestores municipais citados, 35 são de Mato Grosso do Sul.

A publicação está em destaque no site oficial da Confederação. “Se o prefeito de sua cidade não respeita o direito dos trabalhadores, informe à CNTE”, diz parte do anúncio.

De Mato Grosso Sul são citados os prefeitos de Campo Grande, Rio Verde, Bandeirantes, Sonora, Itaquiraí, Corguinho, Taquarussu, Costa Rica, Laguna Carapã, Caarapó, Dourados, Itaporã, Vicentina, Eldorado, Iguatemi, Alcinópolis, Aparecida do Taboado, Mundo Novo, Jatei, Nova Alvorada do Sul, Maracaju, Tacuru, Douradina, Coxim, Rio Brilhante, Aral Moreira, Batayporã, Ponta Porã, Fátima do Sul, Guia Lopes, Angélica, Bodoquena, Deodápolis, Bela Vista e Porto Murtinho.

Além do nome, a CNTE também divulgou a foto de cada prefeito citado. Completam a lista líderes municipais de outros Estados, como São Paulo, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso, Bahia, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

De acordo com a Fetems (Federação dos Trabalhadores da Educação de Mato Grosso do Sul), apenas 11 municípios cumprem integralmente o ranking salarial dos professores no Estado. Paranaíba oferece melhor salário, com piso de R$ 2.019,00.

Lei - A lei 11.738, do piso salarial profissional nacional, estabelece valor de R$ 1.451,00 e garante 1/3 de hora de atividades dos professores para planejamento de aulas, correção e elaboração de provas, além de preparação dos diários de sala e atendimentos aos pais.

No dia 15 de março pelo menos 12 mil trabalhadores da educação participaram de um protesto nacional em Campo Grande. O grupo também aderiu à paralisação nacional de três dias.



As escolas municipais de matupá MT estão em greve, pois prefeito e vereadores se recusam a pagar o piso, quebram o plano de carreira e ainda ameaça cortar pagamento destes servidores. Isto porque é acidade do governador do estado Silval da cunha Barbosa
 
nilsa aparecida dos santos em 01/05/2012 10:12:19
o prefeito de iguatemi-ms jose roberto felippe arcoverde e um dos que nao respeita a lei 11738 em minha opiniam tem que ser punido ,a educaçao em todos os municipios sao prioridade,
 
jorge ferreira mendes em 29/03/2012 05:31:35
Diz um grande filosofo: "Todos nos preparamos um mundo melhor para os nosso filhos e quando iremos nos preparar para deixar um filho melhor para o mundo".
 
osmar belin em 27/03/2012 08:02:27
Lembrando que quem está contra a educação está contra o povo ! Uma medida simples e efetiva seria obrigar todo filho de quem ocupa função pública estudar em escola pública. Será que os filhos destes nobres prefeitos estudam ou estudaram em escolas públicas... e se não estudaram, porquê !!!???
 
Angelo Fantin em 27/03/2012 07:09:47
Nossa! Parece que na lista só havia prefeito sul-mato-grossente. Apenas um dos prefeitos, o de Bela Vista, aparece sem o nome do partido.
O partido campeão é o PMDB.
- PMDB:12 prefeitos inimigos da educação;
- PSDB: 6 prefeitos...;
- PR e PDT: 5 prefeitos...;
- PT, DEM e PTB: 2 prefeitos ...;
- PPS: 1 prefeito... .
 
Márcio Patrocinio em 27/03/2012 06:55:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions