A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

13/12/2012 19:04

Congelamento do IPTU envolve "mea culpa" e "retaliação" a Bernal

Fabiano Arruda
Projeto que congela IPTU 2013 foi aprovado pelos vereadores nesta quinta. (Foto: Divulgação)Projeto que congela IPTU 2013 foi aprovado pelos vereadores nesta quinta. (Foto: Divulgação)

Após anos seguidos e reajustes consecutivos, a decisão dos vereadores de Campo Grande de congelar o IPTU para 2013 envolve um misto de “arrependimento” em meio ao aumento dos salários dos parlamentares para R$ 15 mil e um pingo de retaliação ao prefeito eleito, Alcides Bernal (PP).

“Fiquei apanhando por causa do salário e ninguém diz que temos 27% de desconto”, declarou Carlos Augusto Borges (PSB), o Carlão, que comentou ter ficado “reticente” com a proposta de reajuste do imposto. “Fiz um compromisso com meus eleitores de que, caso eleito, votaria pelo congelamento do IPTU porque o povo não aguenta mais a situação da saúde e dos impostos”, completou.

“Se a Câmara aprovasse o reajuste de 5,3% o Bernal ia falar que era culpa dos vereadores, então, votamos pelo congelamento, que era promessa de campanha dele”, argumentou Airton Saraiva (DEM), acrescentando que o prefeito eleito tem conhecimento do orçamento, caso contrário, não teria proposto o congelamento aos eleitores.

O democrata também reclamou que Bernal não procurou os vereadores para declarar se o aumento de 5,3% seria importante para seu primeiro ano de mandato ou se os parlamentares deveriam seguir sua promessa de campanha. “Não quis entendimento”, criticou.

“Ele tem que entender que a Câmara é soberana, é um Poder e os Poderes têm de se relacionar. Dá a impressão de que ele pode administrar sem os vereadores”, completou.

Coerência – Do outro lado, vereadores ligados à base de Bernal argumentaram que foram coerentes, apenas. Athayde Nery (PPS), que foi vice na candidatura de Reinaldo Azambuja (PSDB) à Prefeitura da Capital neste ano, pontuou que seguiu o que pregou durante a campanha. A emenda que propôs o congelamento é de sua autoria.

Segundo ele, os reajustes dos últimos dois anos acumularam “gordura” no imposto, chegando a 15,8%. “O momento de fazer isso era agora. Quem ganhou foram os campo-grandenses”, explicou, definindo a votação desta quinta como a consolidação da “justiça tributária”.

Nery explica que, pela emenda, a Prefeitura vai cobrar, a partir do ano que vem, de forma mais ativa, 1% da dívida ativa, que gira em torno de R$ 1,2 bilhão, o que permitirá compensar a perda de cerca de R$ 10 milhões à receita municipal que seria gerada pelo reajuste de 5,3% proposto pela Prefeitura.

“Estamos falando com base no que estudamos. Construímos algo importante para Campo Grande. Eu não ia depender do Bernal nessa votação. Só faltava eu votar contra depois de ter pregado o congelamento”, pontuou, admitindo que o prefeito eleito não “quis assumir” a proposta de congelamento e ficou em cima do muro sobre o assunto após ser eleito. “A Câmara provou ser independente”, complementou.

Já o vereador João Rocha (PSDB) seguiu a linha. Disse que votou a favor do congelamento, pois seguiu uma plataforma defendida por seu partido durante a campanha. Também disse não acreditar que o prefeito eleito possa ter sido “punido” com a votação dos vereadores.

O projeto aprovado vai para sanção do prefeito Nelson Trad Filho (PMDB). Em caso de veto à matéria, o texto volta à Câmara que pode derrubar o veto.



Retaliação que nada!!! Prometeu agora tem que cumprir nem que seja na marra!! Vai enganar outros meu chapa!!!
E para o inteligente que comentou aqui que troca o congelamento do IPTU pelo não aumento dos salarios dos vereadores eu não troco pois a promessa não foi de não subir o salario dos caras e sim congelar o IPTU então que se congele o IPTU!!!!
 
Marcos Nogueira em 14/12/2012 12:19:16
Concordo com o Luiz Alves, para que esse imposto? Politico nenhum paga as minhas despesas de sobrevivência. Se eu não trabalhar, não sobrevivo. Agora, nós somos obrigados à trabalhar para encher a burra desses senhores que se dizem vereadores e ainda acham que estão fazendo um favor à população em congelar esse imposto, sim, "imposto", pois se fosse voluntário ninguém pagaria, ninguém seria louco de jogar dinheiro fora. Qual a finalidade desse imposto? IPVA, tbem. não sei para que serve, considerando-se o estado lástimavel que se encontram nossas ruas, mais parece um queijo suiço. E ainda essa corja politica se vangloria de não fazer nada, e quando fazem algo, não é mais do que a obrigação.
Continuamos à viver numa ditadura, na época da derrama, só que de forma velada. Aff..
 
Helena Alves Xavier em 14/12/2012 09:19:29
Já estou começando a gostar desses vereadores. Espero que não me decepcionem.
 
sebastiao dos reis em 14/12/2012 09:19:19
Caros leitores, é importante lembrar que quem coloca esses camaradas lá na camara são os eleitores em sua maioria, então quem não tiver contente que pense bem na proxima eleição, e exercite bem a memória. O IPTU ficou congelado muito bom para a população já é em fato que benefecia o Prefeito eleito Bernal que colocou em sua campanha que ia congelar o IPTU - Otimo promessa cumprida, mas em 2014 como será? Os camaradas da camara estãoquerendo encontrar argumentos p/tapar o reajuste imoral de 65% em seus sálarios. Lembando ao Sr. Carlão que não é só ele que para 27,5% de IR, muitos brasileiros que realmente trabalha tambem paga isso e não tem uma bolada de aumento como esse. Legal né, será que vc esta se achando injustiçado.
 
jose carlos em 14/12/2012 08:51:24
Acho a correção pela inflação legal e justa, pois a inflação esta ainda presente na vida do brasileiro. O que se tem que corrigir é aliquota aplicada sobre o valor venal que chega a 3,5 por cento no caso de terrenos. Tem que haver também uma avaliação realista dos imóveis, tudo isso é questão de se estudar e mudar a legislação e invertir em pessoal técnico para haver realmente a justiça fiscal.
 
Maria Ana em 14/12/2012 08:25:08
os vereadores ja estão com medo de não conseguir receber o aumento de 15.000,00 que eles querem e ja tão pensando que congelar o IPTU não e boa ideia pois estão jogando a culpa em cima de quem não esta nem ai, porque o Alcides Bernal falou que quem manda no IPTU do ano que vem e o Nelsinho e não ele então os vereadores estão tirando o deles da reta e colocando culpa em outro,.
Então quem vai arcar com tudo isso de novo ?
E o POVO que ganha salario minimo.
 
silvana fialho em 14/12/2012 07:51:01
Nem deveria ter esse imposto maldito. Nós compramos e pagamos o imóvel, porque ficar pagando todo ano? O asfalto é pago pelo dono do imóvel, a iluminação pública a mais cara do mundo, pago pelo dono do imóvel, a calçada somos nós que fazemos, os esgoto até o cano é pago pelo dono do imóvel. As avenidas ao redor são pagas com IPVA. O que a prefeitura faz para tirar dinheiro do dono do imóvel???
 
luiz alves em 14/12/2012 07:37:09
É incrível o cinismo e as justificativas desses vereadores. Um alega que o seu salário tem 27% de descontos. Por acaso ele sabe que todos trabalhadores brasileiros que ganham o tanto que eles ganham tem 27,5% de desconto do imposto de renda? O outro justifica que o IPTU tem gordura acumulada de mais de 15% de reajuste. Esse vereador que sempre foi da base do prefeito não viu isso antes?
 
Américo Soares de Souza em 14/12/2012 07:33:22
Troco o congelamento do IPTU pela redução dos salários dos vereadores de Campo Grande! Nós, cidadãos de bem ficaremos muito mais satisfeitos.
 
Gustavo Nadeu Bijos em 14/12/2012 04:36:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions