A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/08/2009 09:38

Conselho vai pedir apoio de André a projeto de Artuzi

Redação

Considerado principal projeto do prefeito Ari Artuzi (PDT), o anel viário de Dourados ainda não saiu do papel. A construção da estrada de 22 km para desafogar o trânsito pesado do perímetro urbano está orçada em R$ 60 milhões, mas ainda falta apoio político à obra. O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) não considera a estrada viável e o governo do Estado ainda não deu as garantias que Artuzi espera para viabilizar a rodovia.

Para tentar sensibilizar o governo a apoiar a obra e acabar com a polêmica criada sobre o projeto após declarações do governador e do prefeito, o presidente do Conselho Pró-Dourados, Sérgio Henrique Araújo, se reúne quarta-feira às 10h30 com André Puccinelli (PMDB). Outros membros do conselho devem participar da audiência.

"O governador nos ligou pessoalmente para marcar esta reunião e se mostrou bastante acessível à solução desses problemas" disse Sérgio Henrique, que também preside a Subseção local da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Outros temas também serão discutidos, como meio ambiente e segurança.

Em junho, durante reunião com empresários de Dourados, André disse que lançaria a obra, sem, no entanto, estipular uma data. Na semana passada, o prefeito Ari Artuzi disse que já começou a agilizar as desapropriações das áreas por onde passará a rodovia. Artuzi tem prometido desde a campanha que se não tiver apoio dos governos do Estado federal vai abrir a rodovia e determinar que as carretas passem pelo local mesmo antes de fazer a pavimentação asfáltica.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions