A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Agosto de 2019

26/03/2019 12:46

Contra denúncias, Assembleia vai recadastrar servidores e aposentados

Paulo Corrêa (PSDB) disse que medida é para deixar "tudo às claras" em relação ao quadro de funcionários

Leonardo Rocha
Deputado Paulo Corrêa (PSDB), presidente da Assembleia, durante sessão (Foto: Assessoria/ALMS)Deputado Paulo Corrêa (PSDB), presidente da Assembleia, durante sessão (Foto: Assessoria/ALMS)

O presidente da Assembleia, o deputado Paulo Corrêa (PSDB), disse que para deixar “tudo às claras”, e evitar denúncias “anônimas” ao Ministério Público Estadual, em relação a funcionários fantasmas, o Legislativo vai fazer o recadastramento de todos os servidores, sejam eles ativos ou inativos, assim como aqueles que foram cedidos a outras instituições.

“Se trata de uma nova gestão em que queremos o cadastro renovado de todos os servidores ativos e inativos e checar onde estão estas pessoas, fazendo um recadastro biométrico, assim não restam dúvidas à população, das pessoas que estão trabalhando”, disse Corrêa.

Ele ponderou que este levantamento traz “transparência” para Casa de Leis, evitando assim que se façam novas “denúncias anônimas” ao Ministério Público, sobre pessoas que recebem, mas não vão trabalhar no legislativo. Os formulários de atualização cadastral serão recebidos de 1º de abril a 17 de maio.

O servidor e aposentado terá que entregar o cadastro pessoalmente, no plenarinho da Assembleia, e que caso não tenha condições de comparecer, um representante legal precisa vir em seu nome, trazendo procuração reconhecida.

“A atualização é obrigatória para todos os servidores. Quem deixar de realizar a atualização cadastral terá os vencimentos suspensos. O censo é uma determinação legal, que deve acontecer a cada dois anos”, disse a secretária de Recursos Humanos, Marlene Figueira da Silva. Haverá um cronograma para o cadastro dos funcionários.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions