ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 22º

Política

CPI Contas Públicas muda depoimento de diretor da Funesp para dia 29

Flávia Lima | 21/06/2015 17:57
Comissão adia depoimento de diretor da Funesp, mas mantém depoimento de quarta-feira. (Foto:Divulgação)
Comissão adia depoimento de diretor da Funesp, mas mantém depoimento de quarta-feira. (Foto:Divulgação)

A oitiva com o diretor-presidente da Fundação Municipal de Esporte (Funesp), José Eduardo Amancio da Mota, o Madrugada, que seria realizada nesta segunda-feira (22), foi transferida para o dia 29, no mesmo horário, às 14 horas.

Segundo o presidente da CPI, vereador Eduardo Romero, (PT do B), a Funesp comunicou a comissão que José Amancio não poderá comparecer à Câmara amanhã devido a compromissos já previamente agendados junto à Confederação Brasileira de Voleibol.

Já na próxima quarta-feira, está mantido o depoimento da diretora-presidente do Instituto Municipal Previdência de Campo Grande (IMPCG), Lilliam Maria Maksoud Gonçalves.

Eduardo Romero explica que a Funesp e IMPCG foram definidas como as próximas oitivas por serem pastas diretamente ligadas as áreas de Saúde e Educação. Os parlamentares definiram o período entre janeiro de 2011 e abril de 2015 como foco das investigações e já solicitaram uma série de documentos junto às secretarias, autarquias e fundações municipais.

Criada em maio, a CPI tem como vice-presidente Paulo Pedra (PDT), relator Airton Saraiva (DEM) e como membros Vanderlei Cabeludo (PMDB) e Thaís Helena (PT). Até o momento, mais de 200 mil páginas de documentos passam por análise.

A Comissão tem como objetivo investigar se o aumento de 40,34% na folha de pessoal da Prefeitura ocorreu por aumentos salariais praticados pelas gestões anteriores ou devido à nomeação de comissionados por parte do atual prefeito Gilmar Olarte.

Já passaram por oitiva os secretários de saúde Jamal Salem; Administração, Wilson do Prado; o diretor-presidente da Funsat, Cícero Ávila e o interino de Educação, Wilson do Prado. 

Nos siga no Google Notícias