A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Setembro de 2017

14/09/2017 14:59

Debandada no PT, incluindo lideranças históricas, é comemorada no PDT

Paulo Nonato de Souza, Leonardo Rocha e Richelieu de Carlo
Petista histórico, o ex-deputado federal Antonio Carlos Biffi estaria trocando o PT pelo PDT (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)Petista histórico, o ex-deputado federal Antonio Carlos Biffi estaria trocando o PT pelo PDT (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

A debandada de filiados do PT (Partido dos Trabalhadores) em Mato Grosso do Sul com a entrega de 300 fichas de desfiliação, prevista para esta sexta-feira, 15, foi foco de discussões nesta quinta-feira na Assembléia Legislativa e Câmara Municipal de Campo Grande.

Na lista da debandada de integrantes do PT por conta da atual situação do partido perante a opinião pública, em consequência dos escândalos de corrupção, estão petistas considerados históricos como o ex-deputado federal Antônio Carlos Biffi, e o destino da grande maioria deve ser o PDT (Partido Democrático Trabalhista).

Em entrevista ao Campo Grande News, o presidente do diretório municipal do PDT, vereador Odilon de Oliveira Junior, disse que não tem ideia de quantos petistas irão se filiar ao seu partido, mas acredita que todos vão agregar não apenas mais eleitores.

O vereador Odilon de Oliveira Junior, presidente do diretoria municipal do PDT, afirma que os petistas vão agregar eleitores e qualidade (Foto: Richelieu de Carlo)O vereador Odilon de Oliveira Junior, presidente do diretoria municipal do PDT, afirma que os petistas vão agregar eleitores e qualidade (Foto: Richelieu de Carlo)

“PDT e PT tem semelhanças nos interesses, são partidos praticamente co-irmãos e vamos receber todos que quiserem vir para a nossa casa. Com certeza vão atrair mais eleitores e darão grande contribuição na qualidade do nosso partido”, comentou Odilon.

O vereador Ayrton Araújo (PT) lembrou que essa é a segunda vez que há movimento de debandada no PT em Mato Grosso do Sul desde quando estourou o escândalo da Petrobras, em 2014, mas não acredita que chegue a 300 o número de desfiliação.

“Penso que primeiro a direção regional do partido teria que conversar e tentar manter os companheiros, mas acho que não houve essa conversa. Agora eu estou achando um pouco tarde, porque percebo que já se decidiram sair, e quando sai uma liderança como o Biffi saem várias outras atrás”, disse Ayrton Araujo, numa crítica velada ao atual presidente do diretório regional do PT, o ex-governador e atualmente deputado federal, Zeca do PT.

O deputado estadual petista, João Grandão, defende a permanência do ex-deputado federal Biffi no PT (Foto: Arquivo)O deputado estadual petista, João Grandão, defende a permanência do ex-deputado federal Biffi no PT (Foto: Arquivo)

Na Assembléia Legislativa, o deputado Amarildo Cruz (PT), disse que não avalia o movimento como uma debandada nem acredita que o ex-deputado federal e ex-presidente regional Antonio Carlos Biffi tenha o PDT como destino.

"Não sei se realmente o Biffi vai para o PDT. O que entendo é que cada um escolhe em que partido vai ficar, até por questão de espaço ou estratégia política, visando a eleição do ano que vem, mas posso dizer que o PT continua de pé e buscando fazer novas filiações em todo Brasil”, declarou

João Grandão, deputado estadual também do PT, garantiu que desconhece qualquer iniciativa de desfiliação em massa do partido. "Não estou sabendo, e se vai ter lideranças saindo, espero que elas fiquem e possam ajudar o partido a voltar a crescer no Estado, eu particularmente gostaria que todos permanecessem, principalmente aqueles que ajudaram a fazer a história da legenda. O Biffi sempre foi um defensor e um filiado exemplar, espero que ele fique no PT e não vá ao PDT", disse Grandão.

Já o pedetista George Takimoto revelou ter informação que existe uma conversa em andamento do ex-deputado federal Biffi com a direção do PDT, mas nada ainda foi acertado oficialmente.

“O que posso dizer é que lideranças importantes do PT são sempre bem vindos ao PDT, que também é um partido de luta pelos trabalhadores, com ideologia de esquerda e entendo que eles vão contribuir para o crescimento da legenda em Mato Grosso do Sul”, destacou ele.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions