A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/08/2012 18:20

Defesa de prefeito de Aquidauana nega descumprimento de decisão

Fabiano Arruda
Prefeito de Aquidauana, Fauzi Suleiman. (Foto: arquivo)Prefeito de Aquidauana, Fauzi Suleiman. (Foto: arquivo)

O prefeito de Aquidauana, Fauzi Suleiman (PMDB), que concorre à reeleição neste ano, não descumpriu determinação judicial, segundo garante o advogado dele, Félix Cunha.

A defesa ainda assegura que Fauzi não foi preso ou ficou detido no 1º DP da cidade, ontem (14), quando prestou depoimento.

Fauzi assinou TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) na delegacia por descumprir mandato de segurança de ação rescisória que corre no TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

A determinação manda o prefeito dar informações sobre o consumo de combustíveis e lubrificantes ao vereador Wezer Lucarelli (PSDB).

Conforme sentença do TJ, no mês de junho, Fauzi teria que fornecer dados sobre o consumo dos produtos para os vereadores da cidade. Além de Lucarelli, Clézio Bley Fialho foi outro vereador que requisitou os documentos e teve o pedido negado.

José de Andrade Neto, que pediu o comparecimento de Fauzi à delegacia ontem à noite, é o mesmo juiz que determinou o afastamento do prefeito do cargo entre abril e julho de 2011, sob acusações de supostas irregularidades administrativas.

Fauzi Suleiman foi à 1ª DP de Aquidauana, prestou por depoimento, e foi liberado logo em seguida.

Conforme o advogado, agora, o prefeito vai responder ao TCO para provar que não descumpriu a decisão, pois recorre com recurso e não entendia que desobedecia a determinação, já que a ação que contesta a determinação está em julgamento no TJ.

A reportagem do Campo Grande News entrou em contato com o prefeito, por telefone, e ele informou que não comentaria sobre o caso.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions